“O Mágico de Oz” chega em Recife

Imagem de divulgação

O Mágico de Oz – O Musical – Versão 2020, dirigido por Billy Bond, chega em Recife nos dias 18 e 19 de abril no Teatro Guararapes

 

Depois de passar por Buenos  Aires  e  Santiago do  Chile e ser visto por mais de 1 milhão e 500 mil pessoas, o musical  O Mágico de Oz chega com a versão 2020 à capital pernambucana para série de quatro apresentações nos dias 18 e 19 de abril. Recheada de recursos multimídia, a superprodução vai levar crianças e famílias a um mundo de fantasias no Teatro Guararapes.

 

A direção é do mestre BillyBond, artista italiano considerado um dos mais talentosos diretores de musicais em atividade no Brasil, responsável por produções como After de Luge, Rent, A Bela e A Fera, Les Miserables, O Beijo da Mulher Aranha, Pinocchio , Natal Mágico, Cinderella, Alice e Peter Pan, entre outras.

 

O espetáculo transporta para o palco a obra de Lyman Frank Baum, de 1900, criador de um dos mais populares livros escritos na literatura americana infantil. Trata-se da história de Dorothy e seu cãozinho Totó, que são levados por um terrível ciclone de uma fazenda no Kansas, nos Estados Unidos, até a Terra de Oz. Uma terra mágica e distante, além do arco-íris.

 

Superprodução
Com diálogos e músicas cantadas em português, criadas especialmente para esta versão, o muscial é rico em efeitos especiais, como o vento produzido por ventiladores de grandes dimensões que fazem os espectadores se sentirem como a menina Dorothy, dentro de um furacão. Entre os recursos cênicos que transportam o espectador para o interior da cena, destaque para o gelo seco, telões de LED de altíssima  resolução e projeção de  mapping, além de  equipamentos em 4D.Usados para envolver e encantar a plateia, o musical tem ainda efeitos especiais que simulam chuva, folhas  secas de papoulas caindo sobre os espectadores, além do perfume das flores e outros aromas da floresta.

 

A produção do musical conta com 200 profissionais, entre eles 40 atores e técnicos. O espetáculo reúne mais de 80 figurinos, trocas de cenários, cinco toneladas de equipamentos, pirotecnia e outros efeitos visuais.

 

A História

Dorothy é uma garotinha que mora em uma fazenda no Kansas, Interior dos EUA. Sempre ao lado de seu cachorrinho Totó, ela vive com os tios Emily e Henry. Um dia, um tornado leva Dorothy e Totó para uma terra mágica e distante, além do arco-íris: a Terra de Oz.

 

Em Oz, Dorothy conhece o Homem de Lata, o Espantalho e o Leão. Eles ficam amigos e saem em busca do grande Mágico de Oz para realizar seus desejos e ajudar Dorothy a voltar para casa. E, como em todos os contos, neste também há um vilão (ou melhor, vilã): a Bruxa Má, que tenta impedir a volta para casa. A mensagem da história, aliás, é esta: não existe lugar melhor que nossa casa.

 

A história de Dorothy encanta crianças do mundo todo há décadas. O primeiro a contá-la foi o escritor L. Frank Baum, autor do livro O Mágico de Oz. Baum certamente não esperava que seu livro fosse se tornar um dos filmes de maior sucesso de todos os tempos. Feito nos Estados Unidos em 1939, imortalizou Dorothy na figura da atriz Judy Garland.

 

SERVIÇO

O MÁGICO DE OZ – O MUSICAL

Local - Teatro Guararapes

Datas - 18/04/20 e 19/04/20

Horários:

 

- Sábado – 10:30h e 17h

- Domingo – 10:30h e 17h

 

Classificação Etária - Livre

 

Ingressos:

  • Plateia A - R$240 (inteira), R$120 (meia) e R$150 (social + 1kg de alimento não perecível)
  • Plateia B - R$200 (inteira), R$100 (meia), R$ 130 (social + 1kg de alimento não perecível)
  • Plateia C (Poltrona por ordem de chegada) - R$ 180 (inteira), R$90 (meia), R$120 (social + 1kg de alimento não perecível)
  • Balcão  (por ordem de chegada): R$160 (inteira), R$80 (meia) e R$110(social+1kg de alimento não perecível)

 

VENDA DOS INGRESSOS:

  • Online – no site da Sympla
  • Pontos de venda – Bilheteria do Teatro Guararapes / Lojas Ticketfolia

 

FICHA TÉCNICA

Duração aprox.: 1:45h

Adaptação: Billy Bond e Lilio Alonso

Diretor geral de dramaturgia: Billy Bond, Andrew Mettine

Direção de Cena : Marcio Yacoff

Coreografia: Ítalo Rodrigues

Direção Vocal: Thiago Lemmos

Direção Musical: Bond e Villa

Designer de som: Paul Gregor Tancrew

Designer de luz: Paul Stewart

Figurinos: Carlos Alberto Gardin

Realização de Figurinos: Anna Cristina Cafaro Driscoll, Benedita Calistro, Hilda de Oliveira, Israel Alves.

Cenários e Adereços: Silvio Galvão

Transporte de Figurino: Amilton Rodrigues de Carvalho e Caio Bragha

Makes e Caracterização : Feliciano San Roman

Perucas e postiços: Inês Sakai, Eurico Sakai

Efeitos especiais: Gabriele Fantine

Filmes e animações: George Feller e Lucas Médici

Mappings: Nicolas Duce

Fotos: Henrique Tarricone e Chico Audi

Diretor técnico: Ângelo Meireles

Faça Seu Comentário