Econucleo Jaqueira – Oficina de Terrário

foto: Andréa Leal Fotografias

 

A atividade, de educação ambiental, vai mostrar ainda como funciona o ecossistema do terrário e o ciclo da água e do carbono presentes naquele ambiente. É que, ao construir um terrário, a pessoa simula um microambiente em equilíbrio que funciona de forma autossustentável. Nele, é possível observar a interação entre plantas, e também os ciclos da água e do carbono (decomposição). O terrário de ambiente úmido fechado é o melhor exemplar para se observar o ciclo da água. A água presente no solo e advinda da transpiração de plantas é transformada em vapor, quando submetida ao calor ou radiação solar. Essa água, não sairá do recipiente, mas se condensará sobre as superfícies e, assim, regará as plantas e o solo, assegurando a sobrevivência das espécies do terrário. Ou seja, pode ficar tranquilo pois as plantas não irão morrer de sede tampouco de falta de ar, no caso dos terrários fechados, pois ali mesmo acontecerá o milagre da natureza. Então só cabe a você complementar a rega a cada três meses, admirar essa maravilha de cenário e curtir a natureza.

 

A oficina vai trazer também as possibilidades de personalizar os terrários, com a inclusão de objetos pessoais e de adicionar a técnica da água artificial, ou os lagos artificiais, que dão ainda mais naturalidade aos ambientes, detalhes que os tornam únicos e exclusivos.  Na proposta de “faça você mesmo”, a atividade vai proporcionar novas experiências para as pessoas, mostrando outros conceitos associados à natureza e as diversidades de plantas que podem ser usadas no processo de criação (como cactos, pequenos musgos, fitonias, suculentas, entre outras).

 

Focado em uma corrente de pensamento intitulada biofilia (que basicamente envolve a integração do moderno à natureza), o terrário traz novo aspecto fundamental à vida moderna. Nesse caso, o fundamental é a relação dos ambientes com esse estilo de vida natural, em que a natureza e o verde se tornam essenciais e um elemento forte na ambientação, na decoração e no convívio das pessoas. “Podemos criar diversos ecossistemas vivos nos dias de hoje que estão integrados a esses ambientes e que proporcionam espaços aconchegantes. A relação forte da natureza com o homem está cada vez mais à mão em jardins acessíveis e terrários, que, dos grandes jardins às pequenas plantas.

 

Essas oficinas serão realizadas em várias outras oportunidades, sempre com apoio de um influenciador digital parceiro e em locais diferentes, como a Livraria da Praça de Casa Forte, que já abriu espaço para o evento no mês de março. As próximas oficinas serão pagas e a verba será revertida para o Instituto Luz Natural, que irá repassar, por ano, a duas instituições. A primeira ONG a ser beneficiada será o Círculo do Coração, que este ano completa 25 anos cuidando de crianças carentes cardiopatas e suas famílias.

 

A outra parte do projeto são os Terrários Solidários, que também terão sua renda revertida para o instituto e repassadas para as instituições. Pessoas físicas e também empresas poderão adquirir caixas com o kit para produção do terrário com a temática do Pequeno Príncipe. Contendo a frase “Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas”, de Antoine de Saint-Exupéry, o kit traz o vidro do terrário, a planta, uma colher, areia, cascalho, pedras, uma miniatura do Pequeno Príncipe e um manual de instruções. Tudo para curtir montando em casa, no estilo Faça Você Mesmo, dando a sua cara. Tudo focado na corrente de pensamento intitulada biofilia e que traz novo aspecto fundamental à vida moderna, relacionado a um estilo de vida natural, em que a natureza e o verde se tornam essenciais e um elemento forte na ambientação, na decoração e no convívio das pessoas.  O kit será vendido na web e por meio da venda corporativa. Um mimo especial, que com certeza fará tanto sucesso quanto o nosso e que agrega um valor social importante.o lançamento desta fase do projeto será realizado no dia 19 de março.

 

Serviços:

Oficina de Terrário

Local: Econúcleo Jaqueira (Parque da Jaqueira)

Data: 09/02/19

Hora: das 9h às 12h

Valor: Gratuito

Vagas Limitadas.

Tartarugas marinhas na Reserva do Paiva

A fim de preparar os moradores e frequentadores da praia para uma convivência harmoniosa com a natureza e o respeito aos animais, a Associação Geral da Reserva do Paiva realiza no próximo dia 19 de janeiro, uma ação dedicada à preservação das Tartarugas Marinhas, com uma visita guiada a um ninho isolado. A atividade tem como objetivo difundir o trabalho realizado pela AGRP e transformar as crianças em agentes multiplicadores da preservação das espécies, que atualmente estão ameaçadas de extinção. Além da visita, as crianças aprendem a identificar um ninho, participam de brincadeiras lúdicas sobre o tema e conhecem a história da tartaruga Paivinha e sua saga até a desova.  A ação está prevista para iniciar às 08h, na Sede da Associação Geral da Reserva do Paiva, localizada no Parque do Paiva.

 

Neste verão, a orla da Reserva do Paiva foi escolhida, mais uma vez, como ponto de desova de tartarugas marinhas. Só no ano passado, as areias do bairro receberam 19 ninhos, que resultaram em uma média de 60 a 80 filhotinhos de tartarugas por ninho. Desde então, a equipe da AGRP vem realizando o monitoramento e a proteção desses. No nascimento, um filhote ajuda o outro, utilizando-se de movimentos sincronizados que auxiliam na retirada da areia até alcançarem a superfície da praia. Todos saem assim do ninho ao mesmo tempo, diminuindo o risco de predação individual.

 

Em 2015, a AGRP iniciou o trabalho de preservação das tartarugas marinhas e de acompanhamento à desova, com monitoramento de oito quilômetros de praia, das imediações do Parque do Paiva até a Ilha do Amor. Periodicamente, a equipe de limpeza da praia, treinada para identificar os pontos de desova, observa os rastros e a “cama” que elas preparam para a postura de ovos e, após o ninho ser localizado, realizam o isolamento da área.

 

A Associação Geral é responsável pela gestão do bairro planejado Reserva do Paiva e cuida da sua preservação ambiental, além de garantir o bem estar dos moradores e visitantes. Entre suas atribuições está: cuidar do patrimônio, da segurança, da limpeza e conservação do bairro, da sustentabilidade e da gestão da orla. A extensão da localidade abrange 8,5 km de praia, além de rio, área de mangue e de mata.

 

Serviços:

Ação dedicada à preservação das Tartarugas Marinhas

Dia: 19/01/19

Local: Sede da Associação Geral da Reserva do Paiva, localizada no Parque do Paiva.

Hora: 8:00h

Atividades: ações educativas, brincadeiras lúdicas e educativas, contação de história

Como Treinar o seu Dragão 3

Está chegando aos cinemas “Como treinar o seu dragão 3” , um filme que apesar de ser continuação, permite que o telespectador entenda o enredo, mesmo sem ter assistido os anteriores. O filme é lindo e trás temáticas  muito interessantes para serem abordadas com as crianças e até refletidas por nós adultos. Como nos outros dois filmes, ele trás a temática do respeito às diferenças e a importância de saber aceitar suas limitações, sem deixar que elas te prendam, mas que te desafie a se superar e vencer suas próprias batalhas. Mostra a importância dos laços familiares e de amizade, do real valor de um LAR, onde os personagens descobrem que vai muito além de um simples espaço físico, pois LAR é todo lugar onde possamos estar com nossa família em harmonia e segurança.

 

Durante todo o filme temos um misto de aventura, comédia e até romance, e desta vez não são só os humanos que se apaixonam não, Banguela também descobre o amor. E podemos vemos valores tão importantes num relacionamento de casal, como o respeito, a importância do apoio, do incentivo, do acreditar no outro e fazer de forma amorosa com que ele também veja seus defeitos e qualidades. Temos ainda o amor fraternal, o querer bem que nos faz pensar na alegria do próximo acima da nossa comodidade  e conveniência de ter o outro ao nosso lado e disposição. De forma emocionante vivemos no filme, junto com os personagens, momentos belíssimos de você “libertar” o seu filho, amigo para que ele busque sua felicidade trilhando o seu próprio caminho, por mais que isso nos parta o coração.

 

O filme veio fechar com chave de ouro a trilogia “Como treinar o seu dragão” e conseguiu de forma leve e encantadora nos manter conectados do começo ao fim, com uma linda fotografia e como já falei anteriormente, um filme recheado de aventuras, comédia e romance.

Adorei, indico e quero saber o que acharam depois que assistirem também!

 

Sinopse:

O que começou como uma improvável amizade entre um viking adolescente e um terrível dragão Fúria Noturna tornou-se uma trilogia épica que abrange as suas vidas. Neste próximo capítulo, Soluço e Banguela finalmente descobrirão seus verdadeiros destinos: o chefe da aldeia como governante de Berk ao lado de Astrid e o dragão como líder de sua própria espécie, ao lado da Fúria da Luz. À medida que os dois ascendem, a ameaça mais sombria que enfrentaram testará os laços de seu relacionamento como nunca antes.

 

A animação acompanha o personagem Soluço e o desenvolvimento de seu maior sonho: arrumar um lar onde os dragões possam viver em paz. Mas, no meio deste plano, o perigo começa a rondar a sociedade viking quando o vilão Grimmel aparece para acabar com a liberdade dos dragões – especialmente Banguela.

 

Ficha Técnica:

Filme: Como treinar o seu dragão 3

Direção: Dean DeBlois

Gênero: Animação, aventura

Distribuidora: Universal

Duração: 1:34h

Classificação: livre

Confiram os horários das seções no cinema desejado ou no site da UCI Cinemas. Cinemark, Moviemax e Cinépolis

FenaHall 2019

E aqui em Recife/Olinda, férias de janeiro é o momento de curtir a FENAHALL, a Feira Nacional de Artesanato do Classic Hall, que este ano ficará por mais dias, para que mais pessoas possam aproveitar e quem gostar voltar, afinal a feira não terá apenas expositores com vendas, terá também exposição de artesanatos, shows, programação adulto e infantil e espaço exclusivo para crianças.   Serão 200 boxes cerca de 300 artesãos locais, nacionais e internacionais.

 

Além do artesanato, a feira oferece ao público, atrações como apresentações de frevo, maracatu, bloco carnavalesco e shows dos artistas Kelvis Duran, Geraldinho Lins, Michelle Melo, banda Anabela, Adilson Ramos, Patusco e muitos outros…

 

Para o público infantil foi preparada uma programação especial:

 

Shows gratuitos:

SÁBADO (12/01/2019) a partir das 18h – musical Alice no País das Maravilhas – Cia Fátima Freitas

SÁBADO (19/01/2019) a partir das 18h –  Bailinho Fenahall com a Banda Lele

 

Oficina de Slime:

Local onde a criança poderá fazer seu slime e depois levar para casa. Ingresso: R$20,00

 

CEPE:

Terá um espaço da Editora Cepe, com contações de histórias e tarde de autógrafos – Gratuito

12/01/19 – 15h – Exibição da série e sessão de autógrafos do livro Pedrinho e a chuteira da sorte, de Marcelo Cavalcante

13/01/19 – 15h – Contação da história do livro “um novo abraço”, de Henrique Vale, com o tapete voador

15/01/19  18h – sessão de autógrafos e Contação da história do livro “, de Revoredo.

17/01/19 – 18h – Contação da história do livro “o que é isso que eu sinto”, de Marcela Egito, com o tapete voador

19/01/19 – 15h – sessão de autógrafos e Contação da história do livro “Uma festa na floresta”, de Lêda Sellaro, com Susana Morais e Diego Gibran

 

Espaço Infantil:

O Espaço Criança será assinado pela King Recreações, estará disponível com inúmeras atividades para crianças de 03 a 14 anos,  com recreação e oficinas para as crianças, onde os pais poderão deixar as crianças, enquanto visitam a feira tranquilamente. Neste espaço a criança pagará por tempo de permanência.

 

Quem achar mais cômodo poderá estacionar o carro no Shopping Tacaruna e pegar o Expresso Fenahall. Serão microônibus levando e trazendo os passageiros do shopping para a feira, a cada 15 minutos. Gratuito

 

Serviço

16ª edição da Fenahall

Data: 11 a 20 de janeiro

Horários: segunda a sexta, 16h às 22h / sábados e domingos, das 14h às 22h

Local: Classic Hall

Ingressos: R$12,00 (inteira) e R$6,00 (meia) – Crianças com menos de 6 anos não pagam.

 

 

Material escolar, segundo o procon

Mais um ano letivo se aproximando e com ele as intermináveis listas de materiais escolares. Você já se questionou e procurou saber o que a escola pode ou não pedir nestas listas? Eu confesso que já é a décima vez que compro material escolar e nunca soube exatamente o que pode e o que não pode, sabia apenas que não podia material de limpeza, descartáveis e resmas de papel, mas este ano algumas pessoas me questionaram e eu pesquisei para trazer estas informações para vocês.

 

Para saber o que você realmente precisa levar para a escola o lugar mais indicado para lhe orientar é o Procon do seu estado e foi lá que busquei as informações que compõem esta postagem. Agora em outubro de 2018 o Procon/PE enviou uma nota técnica para as escolas e órgãos relacionados, baseada na Lei Estadual nº 13.852/2009 e na Lei Federal nº 9.870/1999, onde estão listados o que pode e não pode ser cobrado na lista de material escolar.

 

Segundo a Lei Estadual acima citada, a escola deverá divulgar, durante o período de matrícula, a lista do material escolar a ser utilizado pelo aluno durante o ano letivo, acompanhada de cronograma semestral básico de utilização. Este cronograma se faz necessário, pois os pais não são obrigados a entregar o material todo de uma vez. Podendo sim entregar por partes, de acordo com este cronograma. E ao final do ano letivo, a escola deverá fornecer um demonstrativo detalhado da efetiva utilização do material e devolver todo o restante que não foi utilizado.

 

A escola não pode indicar fornecedor ou marca dos itens que compõem a lista de material didático-escolar, muito menos exigir os mesmos.

 

O Procon/PE iniciou um processo de averiguação de itens e quantitativos da lista de materiais escolares, a fim de estabelecer uma ligação entre o atendimento ao processo pedagógico das instituições educacionais e ao permissível legal, chegando a duas listas: um com o que é proibido pedir e outra que será permitido, mas, obedecendo o limite indicado.

 

LISTA DE MATERIAIS ESCOLARES DE USO COLETIVO E QUE SÃO PROIBIDOS:

1 – Papel higiênico;

2 – Detergente;

3 – Sabonete*;

4 – Material de limpeza em geral (desinfetante, lustra móveis, são em barra, dentre outros);

5 – Pasta de dentes;

6 – Shampoo*;

7 – Pincel atômico;

8 – Giz branco ou colorido;

9 – Grampeador e grampos;

10 – Fitas adesivas;

11 – Álcool (líquido ou em gel);

12 – Medicamentos;

13 – Cartucho para impressoras;

14 – Produtos de construção civil (tinta, pincel, argamassa, cimento, dentre outros);

15 – Flanelas;

16 – Marcador para retroprojetor;

17 – Copos, pratos e talheres descartáveis;

18 – Bolas de sopro;

19 – Esponja para pratos;

20 – Palito de dentes;

21 – Elastex;

22 – Lenços descartáveis;

23 – Cordão e linha;

24 – Fitas decorativas;

25 – Fitilhos;

26 – TNT;

27 – Tonner;

28 – Pregadores de roupas;

29 – Plástico para classificados;

30 – Pastas classificadoras;

31 – Resma de papel ofício;

32 – Papel de enrolar balas;

33 – Papel convite;

34 – CD-R e DVD-R;

35 – Balde de praia;

36 – Brinquedos para praia;

37 – Brinquedos e jogos em geral;

38 – Palitos de churrasco;

39 – Palitos de dente;

40 – Argila;

41 – Envelopes;

42 – Sacos plásticos;

43 – Carimbo;

44 – Colas em geral, inclusive colorida;

45 – Lã;

46 – Livro de plástico para banho;

47 – Miniaturas em geral (carros, aviões, construções, etc…);

48 – Fita dupla face;

49 – Pen drive, dentre outros.

*shampoo/sabonete: apenas permitido aos alunos do Ensino Fundamental I, desde que matriculados na modalidade de tempo INTEGRAL.

 

MATERIAIS ESCOLARES PERMITIDOS PARA SOLICITAÇÃO NAS LISTAS, CONSIDERANDO A UTILIZAÇÃO NO PROCESSO PEDAGÓGICO, DESDE QUE OBEDECIDOS OS LIMITES QUANTITATIVOS INDICADOS: * Referidos materiais devem ser individualizados


 

 1 – Até 02 (dois) rolos de fitas adesivas coloridas, por ano letivo;

2 – Até 02 (duas) folhas de isopor, por ano letivo;

3 – Até 01 (um) pacote de algodão, por ano letivo;

4 – Até 04 (quatro) folhas de cartolina, branca ou colorida, a critério da instituição de ensino, por ano letivo;

5 – Até 01 (um) pacote de canudinhos coloridos, por ano letivo;

6 – Até 01 (um) pacote de palito de picolé, por ano letivo;

7 – Até 02 (dois) pincéis para pintura, por ano letivo;

8 – Até 04 (quatro) tubos de tintas, cujas cores poderão ser definidas pelas instituições de ensino, por ano letivo;

9 – Até 02 (dois) pacotes de massa de modelar, por ano letivo;

10 – Até 04 (dois) Hqs ou livros paradidáticos, por ano letivo;

 

Além dos itens de matérias, o Procon também ressalta que devemos ficar atentos a cobrança de taxas, que Segundo a Lei Federal citada acima, “será nula cláusula contratual que obrigue o contratante ao pagamento adicional ou ao fornecimento de qualquer material escolar de uso coletivo dos estudantes ou da instituição, necessário à prestação dos serviços educacionais contratados, devendo os custos correspondentes ser sempre considerados nos cálculos do valor das anuidades ou das semestralidades escolares.” Consideram-se igualmente ilegais as taxas para participação de eventos comemorativos, passeios, alimentação, dentre outros, cuja adesão deve ser opcional ao aluno ou seu responsável.

 

Para mais informações, vocês podem contactar o Procon, através dos dados abaixo:

Endereço: Rua Floriano Peixoto, 141 | Bairro de São José

Site: www.procon.pe.gov.br

Telefones: 0800-2821512 ou 81. 3181-7000

Horário de funcionamento: segunda à sexta, das 8h às 12h