Festival de Circo do Brasil 2016

E mais um ano do Festival de Circo do Brasil, aqui em Recife, sempre trazendo muitas novidades e acima de tudo, muita diversão!

Toda a programação Infantil está no calendário, várias são classificação livre, mas pela organização do evento as infantis, são as que eu marquei no calendário, então fica a critério de cada um escolher o seu espetáculo!

 

04/11 – Sexta-Feira

16h30 – Cia Suno (SP) – Portátil: PECOM – Viaduto de Prazeres – Livre

20h – “Apesar” – Cie Sôlta (FRA/BRA) – Teatro Santa Isabel – Livre

 

05/11 – Sábado


16h – “Circo do Só Eu” – Esio Magalhães (SP) – Teatro Santa Isabel – Livre

16h30 – Cia SunoPortátil: Parque da Jaqueira – Livre

16h30 – “Circo Caravana” – Caravana TapiocaPortátil: 2º Jardim – Boa Viagem – Livre

19h – “Apesar” – Cie Sôlta (FRA/BRA) – Teatro de Santa Isabel – Livre

 

06/11 – Domingo

16h – “Circo do Só Eu” – Esio Magalhães (SP) – Teatro Santa Isabel – Livre

16h30 – “Circo Caravana” – Caravana TapiocaPortátil: 2º Jardim – Boa Viagem – Livre

19h – “Apesar” – Cie Sôlta (FRA/BRA) – Teatro de Santa Isabel – Livre

 

07/11 – Segunda

10h - “Nas Nuvens” – Giullari Del Diavolo (ITA/BRA) – Hospital Agamenon Magalhães – Livre

18h – Cia Suno (SP) – Portátil: Praça São José – Abreu e Lima – Livre

 

08/11 – Terça-Feira

16h30 – “Circo Caravana” – Caravana Tapioca (PE)Portátil : COMPAZ Alto Santa Terezinha – Livre

18h30 – Circo é… Circo (SP) – Cinema do Museu – FUNDAJ – Livre

20h – “Caetana” – Duas Companhias (PE) - Teatro Santa Isabel – 12 anos

20h – Hotxuá (RJ)  – Cinema do Museu – FUNDAJ – Livre

 

09/11 – Quarta-Feira

16h30 – “Circo Caravana” – Caravana TapiocaPortátil: Ginásio Poliesportivo Aluísio José – Camaragibe – Livre

17h e 19h30 – Chocolate (FRA) – Cinema São Luiz – 14 anos

20h – Circo Varieté (BRA) – Teatro Santa Isabel – Livre

 

10/11 – Quinta-Feira

9h30 e 15h – “Carpinteiros em Domicílio” – Cia Suno (SP) – Teatro Apolo – Livre

9h30 e 15h – “Vizinhos” – Artinerant’s (SP) – Teatro de Santa Isabel – 10 anos

16h30 – “Carrilhão” – Coletivo Nopok (RJ)Portátil: Campo do Onze – Santo Amaro – Livre

 

11/11 – Sexta-Feira

9h30 e 15h – “Carpinteiros em Domicílio” – Cia Suno (SP) – Teatro Apolo – Livre

19h – “Nas Nuvens” – Giullari Del Diavolo (ITA/BRA)Portátil: Pátio da Igreja do Poço da Panela – Livre

20h – “Vizinhos” – Artinerant’s (SP) – Teatro de Santa Isabel – 10 anos

20h – “Sobrevoltas” – Work in Progress (BRA) – Teatro Hermilo Borba Filho

 

12/11 Sábado

16h30 e 18h30 – Circo Zanni (SP) – Teatro Luiz Menodonça – Livre

16h – “Carpinteiros em Domicílio” – Cia Suno (SP) – Teatro Apolo – Livre

16h30 – “Carrilhão” – Coletivo Nopok (RJ)Portátil: Parque da Macaxeira – Livre

20h – Dois – Teatro Santa Isabel – Livre

 

13/11 – Domingo

16h -  “Carpinteiros em Domicílio” – Cia Suno (SP) – Teatro Apolo – Livre

16h30 – Circo Zanni (SP) – Teatro Luiz Menodonça – Livre

16h30 – “Carrilhão” – Coletivo Nopok (RJ)Portátil: Praça do Arsenal – Recife Antigo – Livre

19h – Dois – Teatro Santa Isabel – Livre

 

Serviços:

Festival de Circo do Brasil 2016 | Portátil!

04 de novembro a 13 de novembro

Programação gratuita, exceto apresentações em teatros - R$ 20,00 (Inteira) e R$10,00 (Meia)

• Teatro Santa Isabel: 81. 3355-3323
• Teatros Apolo e Teatro Hermilo: 81. 3355-3320
• Teatro Luiz Mendonça: 81. 3355-9821
• Cinema do Museu (Fundaj Casa Forte): 81. 3073-6890

Minha Pequena África

Em outubro eu assisti a primeira apresentação do Projeto “Minha Pequena África” das minhas amigas queridas do grupo Cordelândia! O projeto está lindo e trás de forma lúdica e bem animada informações e curiosidades sobre a cultura africana que tanta influência exerce sobre a nossa cultura, não é mesmo??? Entendam um pouco da proposta delas e não deixem de conferir a programação neste mês de novembro e vão conferir de pertinho com toda a família!

 

Foto: Divulgação

 

Quantos de nós já chegamos a pensar que a África era apenas um país? Quantos de nós concebemos uma África povoada apenas por tribos e repleta de histórias tristes? A verdade é que sabemos muito pouco ou quase nada deste continente lindo e cheio de histórias incríveis. Histórias que narram a vida, o pensamento e que nos brindam com mitos que nunca imaginamos existir. Para comemorar este lugar abençoado, raro e belo, nasceu o “Minha Pequena África”. Um espetáculo para toda a família que traz à tona a influência da cultura de matriz africana sobre nós. A realização é da Banda Cordelândia e do AfroKoletivo. Em novembro, o espetáculo será apresentado no Paço do Frevo (Bairro do Recife), no dia 13/11 (domingo), às 16h; nA Casa do Cachorro Preto (Olinda), no dia 20/11 (Domingo – Dia Nacional da Consciência Negra), às 16h; e no Centro Cultural Xambá (Olinda), no dia 27/11 (domingo), às 16h.

 

Criado e desenvolvido pela musicista Camila Ribeiro e pelo produtor e educador social Danilo Carias, o “Minha Pequena África” tem como uma de suas propostas suprir as necessidades referentes à Lei no 9.394, que inclui no currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática “História e Cultura Afro-Brasileira”. Assim, durante uma hora de duração, o espetáculo apresenta o Brasil que herdou da Mãe África uma infinidade de costumes, sons, palavras, comidas, danças, instrumentos, religiões que necessitam ser difundidos para permanecerem vivos.

 

De forma leve, lúdica e educativa, o legado africano é apresentado no “Minha Pequena África” pela Banda Cordelândia, que é formada pelas musicistas Camila Ribeiro, Joannah Luna, Susana Morais e Viviane Oliveira. A música afro-brasileira, os contos, as lendas e os cordéis convidam a família a descobrir um novo jeito de interagir com a nossa ancestralidade. Todo o repertório musical e de contação de histórias foi criado especialmente para o espetáculo.

 

Assim, o espetáculo traz como pressuposto temas como o preconceito, a intolerância religiosa e as diversas formas de exclusão social, que no espetáculo ganham uma reflexão leve e propositiva. Com isso, o “Minha Pequena África” evidencia a cultura afro como constituinte e formadora do patrimônio cultural brasileiro, onde os negros são considerados sujeitos históricos de extrema relevância na construção do país.

 

Sob a direção musical e arranjos de Camila Ribeiro as músicas são executadas por Rafael Peixoto e Viviane Oliveira na percussão, Toinho Japa no contrabaixo e Kassio Farias na bateria. A contação de histórias fica a cargo da cordelista Susana Morais e de Joannah Luna, que também é a cantora do espetáculo. A consultoria pedagógica é de Luciene Ciciliani. Coreografia de Anderson Nogueira. A produção executiva é da Criativo Soluções e Produção Cultural. A Produção comercial é da ZaraTempo Produções.

 

O projeto “Minha Pequena África” foi contemplado no Edital de Bolsa de Fomento aos Artistas e Produtores Negros da Fundação Nacional de Artes (Funarte) 2014. A classificação etária é livre.

 

Foto: Divulgação

 

Serviço:

“Minha Pequena África” – Espetáculo da Banda Cordelândia

 

Agenda de Novembro (que também está no calendário)

 

Quando: 13/11 (domingo), às 16h

Onde: Paço do Frevo (Praça do Arsenal da Marinha, s/n, Bairro do Recife)

Entrada: dentro da programação do local

 

Quando: 20/11 (Domingo – Dia Nacional da Consciência Negra), às 16h

Onde: A Casa do Cachorro Preto (Rua Treze de Maio, 99, Cidade Alta, Olinda)

Entrada: gratuita

 

Quando: 27/11 (domingo), às 16h

Onde: Centro Cultural Xambá (Rua Severina Paraíso da Silva, 65, Portão do Gelo, Olinda)

Entrada: gratuita

 

Informações: 81 99898-5212 ou 81 98236-3777

 

Ficha Técnica | “Minha Pequena África”

 

Classificação etária | Livre

Duração | 60 minutos

Concepção | Camila Ribeiro e Danilo Carias

Direção Musical | Camila Ribeiro

Direção de Cena | Danilo Carias

Músicos Convidados | Rafael Peixoto (Percussão), Viviane Oliveira (Percussão), Toinho Japa (Contrabaixo) e Kassio Farias (Bateria)

Cordelista e Contadora de Histórias | Susana Morais

Cantora e Contadora de Histórias | Joannah Flor

Coreógrafo e Bailarino | Anderson Nogueira

Coordenadora de Pesquisa e Apoio Pedagógico | Luciene Ciciliani

Cenário | Leo Luna

Figurino | Joannah Flor, Anderson Nogueira, Joana Lima

Design | João Paulo Monteiro

Assessoria de Comunicação | Feed Comunicação

Produção Executiva| Criativo Soluções e Produção Cultural

Produção Comercial | ZaraTempo Produções

Bruxas da Escócia

 

Quem já pensou na possibilidade de apresentar Macbeth de Shakespeare para seus filhos??? Acho que pela densidade da obra ninguém, mas através da criatividade e arte da acredito que muitos irão querer, pois este drama se transformou em comédia infantil!!!!!!! Não percam pois serão poucas apresentações!!!

 

Bruxas da Escócia” dá sequência à linha de pesquisa da Cia. Vagalum Tum Tum, de trazer ao universo infanto-juvenil as obras de William Shakespeare, pela lente transformadora do olhar do palhaço, dos arquétipos da Comedia Dell ́arte e dos Bobos. A proposta consiste em adaptar os enredos trágicos desta dramaturgia, que compreende o homem em sua pluralidade por meio de personagens que se apresentam com o potencial máximo de suas índoles, pelo viés da comicidade, transpondo os elementos do

texto original em outros que remetem à graça e à poesia, porém, sem perder a essência inicial.

 

Assim, as mortes presentes em “Macbeth” são transformadas em arremessos de catapultas em direção à floresta, a mesma que será utilizada como disfarce pelos personagens sobreviventes para derrotar o general; o sangue que mancha as mãos de Lady Macbeth é transposto em graxa da máquina de catapultar; as cenas são permeadas com músicas e efeitos sonoros, executados ao vivo pelo próprio elenco.

 

A Cia. Vagalum Tum Tum busca a graça e a poesia nas ações mais corriqueiras e simples do cotidiano, criando espetáculos para todas as idades e tendo como foco principal as crianças e jovens, mostrando que a realidade sob o ponto de vista do palhaço pode ser transformada, colocando em questão a percepção do mundo pelo humor e a beleza.

 

Sinopse:

No original, Macbeth, general do exército escocês, é um defensor leal do rei e de sua pátria. Mas ao voltar de uma batalha, depara com três bruxas que lançam uma profecia: ele se tornará rei. A previsão desperta as ambições mais secretas de Macbeth: impelido pela esposa, ele assassina o rei e é proclamado o novo regente. E este é só o primeiro de uma série de crimes que irá cometer.

 

Espetáculo: Bruxas da Escócia

Local: Espaço Caixa Cultural (Av. Alfredo Lisboa, nºº505 – Bairro do Recife

Data: 27/10/16 à 05/11/16 (quinta, sexta e sábado)

Horário: Quinta e sexta – 19h / Sábado – 17h

Informações: 81. 34251915

Ingressos: R$10,00 (inteira) e R$5,00 (meia)

Gênero: Comédia

Duração: 1 hora

Público Alvo: Crianças entre 6 e 16 anos e seus acompanhantes (Censura Livre)

 

Trolls

Sinopse:

Poppy, a otimista líder dos Trolls, e seu total oposto, Ramo, embarcam em uma aventura que os leva muito além do único mundo que eles conhecem.

 

Ficha Técnica:

Filme: Trolls

Gênero: Animação

Distribuidora: Dreams Works

Duração: 1:32h

Classificação: livre

 

 

E para quem for assistir nos cinemas UCI, poderá adquirir um kit e ganhar este lindo baldinho de pipoca:

Combo 1: uma pipoca pequena, um refrigerante de 700ml, uma bala tubes morango cítrico Fini 80 e o balde.

Combo 2- uma pipoca grande salgada, um refrigerante de 1000ml, uma bala uma bala tubes morango cítrico Fini 80  e o balde.

Mais informações direto nos cinemas!

Pipo, o troca – chupetas

Foto Divulgação

 

Para os papais de filhos que amam uma chupeta eu trago hoje uma Dica de Livro que irá ajudar no processo de dar tchau a estas amiguinhas tão queridas dos pequenos e que muitas vezes não conseguem se desapegar delas!!!! O Livro “Pipo o troca – chupetas, de Tatiana Sotero traz uma história super atrativa e numa linguagem bem acessível para as crianças, que com certeza irão se identificar com a história e quem sabe você não terá uma ajuda para retirar a chupeta das crianças?!

 

É um livro recém nascido e que terá seu lançamento esta semana (22/10/16) às 10h na Vila 7 do Shopping RioMar, com contação de história feita pelo Tapete Voador e a presença da autora autografando os livros.

 

Sinopse:

Nanda completou três aninhos e negocia com a mãe a retirada de suas chupetas. É aí que conhece a história de Pipo, um garoto cuja missão é recolher as pepês das crianças grandes e não deixar que faltá-las para os bebezinhos. Ele é dono de uma máquina de troca-chupetas, capaz de transformar restos de pepês em brinquedos.

 

Ficha Técnica:

Livro: Pipo o troca – chupetas

Autor: Tatiana Sotero

Ilustrador: Jarbas Domingos

Editora: Cepe

Indicado: para crianças a partir de 2 anos