O gato do rabino!

O filme “O Gato do Rabino”, vencedor do César (o Oscar do cinema francês) de melhor animação, dirigido por Joann Sfar, estreia nesta sexta-feira, 19 de Outubro, no Cinema da Fundação, e merece ser visto por adultos e crianças justamente por ensinar a todos a preciosa lição do respeito religioso entre cristãos, judeus e muçulmanos.


 

Uma guerra declarada de mais de dois mil anos se arrasta no Oriente Médio por conta das divergências ideológicas entre os que acreditam em Cristo, nos Profetas e em Alah. Porém, um singelo gatuno irá ensinar a todos que não vale a pena lutar contra pensamentos religiosos distintos dos seus.

 

O felino protagonista do filme vive na Argélia com um rabino e sua bela filha. Um dia ele come um falante papagaio e passa a falar também. Questionador, indaga seu dono o porquê de tudo e cai em uma crise existencial se é ou não judeu. Se sim, ele terá que fazer seu bar mitzvah (cerimônia de iniciação no judaísmo).

 

Em um ponto do filme, um judeu russo é deportado para a Argélia e acolhido pelo rabino. Sonhando em conhecer uma comunidade etíope de negros judeus, o jovem pintor russo convence o rabino a partir com ele rumo a esta localidade. Acompanham a saga um ateu e um muçulmano amigos de ambos.

 

Além de belas paisagens africanas desenhadas, uma trilha embalada pelos sons da região e o gostoso clima de amizade e respeito mútuo, “O Gato do Rabino” não exagera na paz óbvia que o mundo tanto precisa alcançar. Risadas com os belos comentários do gato estão garantidas.

(O texto explicativo do filme foi escrito por Mariana Bonfim)

 

Segue a programação do Cinema da Fundação, na semana do dia 19/10/12 à 25/10/12

 

Bom Cinema com bastante cultura e diversão…

Faça Seu Comentário

  1. Gostaria de fazer uma ressalva: Em alguns sites de divulgação do filme, encontrei-o como sendo censura 12 anos, mas no material de divulgação do cinema da fundação (que está acima, junto com esta última foto) ele está como LIVRE. Mesmo que seja livre, acredito que a história não seja de fácil entendimento para crianças menores, mas como é animação talvez elas gostem, mesmo sem enteder completamente… Fica a Dica!