Aula de Frevo para Crianças e Adultos

 

Na cidade em que o Carnaval é instituição cultural das mais tradicionais e festejadas, lugar de aprender frevo é na escola. Para perpetuar a dança que há décadas traduz como nenhuma outra a cultura da capital pernambucana, a Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Cultura e da Fundação de Cultura Cidade do Recife, oferece cursos para iniciantes e iniciados na dança que surgiu da capoeira, ministrados na Escola de Frevo Maestro Fernando Borges.

 

Para este semestre, estão sendo oferecidas 212 vagas em 20 turmas, que vão desde o Infantil 1 até o Adulto Avançado, nos três turnos. As aulas começam na próxima semana (07/08/17), são gratuitas e podem ser feitas duas vezes por semana (segundas e quartas/ terças e quintas) ou só uma vez (sextas). As inscrições devem ser feitas até a amanhã sexta-feira (04/08/17), das 9:00h às 17:00h, na própria escola, na Encruzilhada. Os interessados devem apresentar uma foto 3X4, uma cópia da Identidade ou Certidão de Nascimento.

 

Confira a disponibilidade de vagas:

 

HORÁRIOS:

HORÁRIOS

TURMAS INSTRUTOR VAGAS
8h30 Infantil 1 e 2 Iniciante José Valdomiro

19

9h20 Infantil 2 Avançado José Valdomiro

15

10h20 Adolescente /Adulto Intermediário José Valdomiro

12

11h20 Adolescente /Adulto Iniciante José Valdomiro

5

15h10 Infantil 2 Intermediário  Werison Fidélis

8

16h10 Adolescente Intermediário Bhrunno Henryque

4

 

TERÇAS E QUINTAS-FEIRAS

HORÁRIOS TURMAS INSTRUTOR VAGAS
8h30 Infantil 1 e 2 Iniciante José Valdomiro

5

10h20 Infantil 1 e 2Intermediário José Valdomiro

25

11h20 Adolescente e AdultoIntermediário José Valdomiro

14

12h20 Adulto Avançado Werison Fidélis

16

13h30 Infantil 1 e 2Iniciante Werison Fidélis

9

15h20 Infantil 2Avançado  Bhrunno Henryque

15

16h20 Adolescente Avançado Bhrunno Henryque

5

17h20 Adolescente Iniciante Bhrunno Henryque

4

18h30 Adulto Avançado Jorge Viégas

10

 

 

SEXTAS-FEIRAS

HORÁRIOS TURMAS INSTRUTOR VAGAS
9h Infantil 1 e 2 Iniciante Jorge Viégas

13

15h30 Adolescente/ Adulto Intermediário Bhrunno Henryque

10

17h Adolescente / Adulto Iniciante Bhrunno Henryque

9

19h Adolescente/ Adulto intermediário/ Avançado Werison Fidélis

4

 

 

Infantil 1 5 a 9 anos
Infantil 2 10 a 13 anos
Adolescente 14 a 18 anos
Adulto  A partir de 19 anos

 

 

Serviço

Matrícula: Até sexta-feira (04/08/17)

Horário: Das 9:00h às 17:00h

Local: Escola de Frevo, Rua Castro Alves, 440, Encruzilhada

Informações: (81) 3355-3102

Expo: 1817 – Revolução Republicana

Crédito: MCR/divulgação

 

Se você fosse criar uma bandeira para o seu colégio, como seria? E para sua sala de aula? Ou mesmo para o bairro onde mora ou sua equipe esportiva? De quais cores seria, quais desenhos teria? Esse desafio é proposto aos visitantes da exposição “1817 – Revolução Republicana“, no Museu da Cidade do Recife, localizado no Forte das Cinco Pontas, no bairro de São José, região central do Recife.

 

 

Inaugurada quando o Recife completou no 480 anos, no dia 12 de março, a exposição já contabiliza dezenas de bandeiras feitas pelos visitantes, principalmente por crianças e jovens estudantes. Essas imagens compõem um varal montado na ala da mostra dedicada às bandeiras, onde estão expostas a da revolução pernambucana e outras que inspiraram o processo republicano. No local, há cartolina e lápis de cor para a empreitada. “A ideia é que cada um faça sua bandeira e exponha suas ideias revolucionárias“, explica a diretora do museu, Betânia Correa de Araújo.

 

 

A exposição, organizada pelo Museu da Cidade em parceria com o Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano (IAHGP), é dividida em cinco eixos e possui mediadores para receber escolas e espectadores em geral. Abrindo a visitação, a sala “Revoluções” mostra, através de textos e imagens históricas, o cenário que fez ebulir os ideais revolucionários. O ponto de partida é uma projeção com os nomes dos 150 homens presos no Forte de São Tiago das Cinco Pontas.

 

 

No segundo eixo, o visitante faz um passeio ao Recife do início do século XIX, então chamado de Vila de Santo Antonio do Recife de Pernambuco. Os desenhos do pintor e desenhista francês Jean-Baptiste Debret e do viajante e escritor francês Louis-François de Tollenare foram utilizados na construção de vídeos para mostrar ao visitante o cotidiano de um vila no período da revolução.

 

 

O terceiro eixo, chamado “Dezessete“, é dedicado à Revolução. Estão expostos documentos e objetos históricos pertencentes ao IAHGP, entre eles, a espada do Leão Coroado e a primeira prensa que chegou ao Recife na primeira metade do século XIX. A exposição exibe também fac-símiles do Preciso (documento para nortear a ação do governo).

 

 

Em seguida, no quarto eixo, Cidade Memória, 12 vídeos com depoimentos de historiadores mostram os lugares onde a revolução se fez presente de forma mais próxima. São locais do Recife atual exibidos em curtos vídeos – em cada deles, um historiador comenta o episódio ali vivido. Entre esses endereços, está o próprio Forte das Cinco Pontas. Outros locais são o Seminário de Olinda, o Quartel do Exército (onde hoje se localiza o prédio do INSS, na Av. Dantas Barreto) e o Forte do Brum, onde se refugiou o então governador da capitania, Caetano Pinto.

 

 

Serviço

“1817 – Revolução Republicana”

Visitação: terça a domingo, das 9h às 17h, até 5 de março de 2018

Local: Museu da Cidade do Recife – Forte das Cinco Pontas, São José, Recife.

Ingresso: gratuito

Curadoria: Maria de Betânia Correa de Araújo

Participação : Marcus Carvalho, Mateus Simon Samico, Sandro Vasconcelos, José Luiz Mota Menezes, George Cabral, Lúcia Matos, Leonora Lacerda e Jacaré Vídeo.

Concepção Visual: Raul Kawamura

Informações: 81. 3355-9558 – http://museudacidadedorecife.org/

Chegou o carnaval!!

 

Ano passado além da programação de festas eu compartilhei com vocês algumas curiosidades e Dicas sobre o universo carnavalesco e muita gente gostou, então este ano irei repetir as Dicas do ano passado e acrescentar novas Dicas, espero que gostem e quem tiver dicas para compartilhar conosco pode me passar por email (regina@dicasmiudas.com.br).

 

DICAS DE LIVROS:

1) A Burrinha Manhosa

2) Frevo: patrimônio imaterial da humanidade (Frevolina)

 

DICAS DE MODA E FANTASIAS:

1) Improvisando e customizando no Carnaval!

2) Carnaval tem que ter Fantasia

3) Vista a sua fantasia e caia na folia!

4) Fazendo bijoux

5)  Fantasias para meninos

6) Tem índia na folia!

7) Maquiagens para o Carnaval

8) Fantasia: Saia Tutu

9) Fantasias para os Pequenos Foliões

 

DICAS DA HISTÓRIA E CURIOSIDADES DO CARNAVAL:

1) Exposição: Pequenos Foliões

2) Apresentando o Carnaval

 

DICAS DE LUGARES CARNAVALESCOS:

1) Museu do Homem do Nordeste

2) A arte dos bonecos: Museu do Mamulengo

 

ATIVIDADES MANUAIS:

1) Fazendo Confetes

 

DICAS DE MÚSICAS:

1) Entrevistas de Carnaval: Gustavo Travassos

2) Entrevistas de Carnaval: Luciano Magno

3) Entrevistas de Carnaval: Nena Queiroga

4) Carnaval do Bita

5) Entrevistas de Carnaval: Almir Rouche

6) Entrevista de Carnaval: Benil

7) Entrevistas de Carnaval: Mevinha Queiroga

 

DICAS DE CULINÁRIA:

1) Sorvete Caseiro

2) Suco de Melão Refrescante

3) Bolinho de Macaxeira

4) Culinária prática e gostosa- Salgadinho de queijo

5) Pudim Colorido

 

DICAS DE SAÚDE e CUIDADOS:

1) Cuidados no Carnaval

2) Segurança no Transporte

3) Viajando de carro com as crianças

4) Lá vem chegando o verão!

5) Dicas na Globo

6) Lanche saudável – Parte 1

 

PROGRAMAÇÃO COMPLETA DO CARNAVAL CLIQUE AQUI!!!!

Passeio Pelos Ciclos Festivos de Pernambuco

 

Sábado é dia de “Passeio Pelos Ciclos Festivos de Pernambuco”

 

“Passeio Pelos Ciclos Festivos de Pernambuco”, novo trabalho da Em Cena Arte e Cidadania, faz um mergulho pela cultura pernambucana na diversidade das danças e ritmos.

 

Com direção de Amilca Aniceto, Ana Diniz e Mieja Chang e o elenco do Coro Infantil da Em Cena Arte e Cidadania, o Passeio Pelos Ciclos Festivos de Pernambuco é um espetáculo didático, sobre a música pernambucana, que se propõe a mostrar variados ritmos, a partir da história de um trem que passeia por diferentes cidades.

 

Cada ciclo festivo: Carnaval, São João e Natal, são ao mesmo tempo homenageados pelo grupo e apresentados ao público através de seus principais ritmos e músicas populares. O musical inicia com a canção Chegada de autoria do próprio Coro da Em Cena Arte e Cidadania (crianças e adolescentes entre 9 e 14 anos), segue com um repertório de autores bem conhecidos do público pernambucano como Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Alceu Valença, Capiba e Jackson do Pandeiro e encerra com as músicas do cancioneiro popular com o Pastoril em clima de Natal. O espetáculo contará com interprete de libra que fará a tradução das músicas.

 

A Em Cena Arte e Cidadania desenvolve há 15 anos atividades de ensino, pesquisa e produção em arte cênica, na cidade do Recife com vistas a promover educação artística, cultural e cidadã de crianças e adolescentes. Trata-se do primeiro trabalho do grupo após o incêndio que destruiu sua sede no bairro dos Coelhos. Vem para celebrar a alegria da vida com muita música e dança.

 

O espetáculo conta com o incentivo do Funcultura, o apoio da Inata e do Balé de Cultura Negra do Recife (Bacnáré) que emprestou os instrumentos de percussão perdidos no incêndio.

 

Serviço:

Evento: Passeio Pelos Ciclos Festivos de Pernambuco

Data: 20/12/14

Hora: 15:00h

Local: Livraria Jaqueira (Rua Antenor Navarro, 138 – Jaqueira, Recife – PE)

Ingresso: Gratuito

Informações: 9601-4500 (Betânia Gonçalves)

Entrevistas de Carnaval: Benil

E No Dicas Miúdas o Carnaval não para… Você conhece o Cantor Benil? Então vem saber um pouco mais sobre ele e a sua paixão pelo Carnaval!

benil post

 

Nome: Benil

 

Profissão: Cantor

 

Idade: 30 anos

 

Como começou sua relação com o carnaval? Como brincante, desde pequeno, quando passava o carnaval brincando em Maragogi-AL; na música, há 10 anos, quando subi num trio do Galo da Madrugada pra cantar pela primeira vez.

 

Qual a sua lembrança mais antiga do carnaval? Músicas, cantores e fantasias? Em Maragogi era muito mela-mela nas ruas, a brincadeira era essa. Pra mim que sou do interior, Caruaru, a canção que sempre representava era Vassourinhas.

 

Se fantasiava? Qual a fantasia favorita? Não brincava fantasiado.

 

Como foi o primeiro carnaval em que você participou cantando? Há dez anos, quando pela primeira vez subi num trio do Galo da Madrugada a convite da banda Kana Kaiana.

 

Como foi ouvir as pessoas cantando suas músicas nas ruas? Sempre é emocionante você ouvir outra pessoa cantando suas obras, me alegro, me empolgo ainda mais… é muito gostoso!

 

Qual o seu primeiro sucesso? E o maior sucesso?  de Carnaval, Descendo o Rio, uma musica que compus para o concurso de música tema do Galo da Madrugada 2013, em homenagem ao Rio São Francisco.

 

No Carnaval qual o bloco ou festa preferido? Tipo o Xodó? Pra mim, o Galo da Madrugada traz toda felicidade do carnaval todo.

 

O que não pode faltar num bom carnaval? Freeeeevooooo !!!

 

Qual música de carnaval para você toda criança deveria conhecer? Descendo o rio, minha música; pois não é somente um frevo, mas traz em sua letra informação sobre nosso Rio São Francisco.

 

Para você qual o ícone do frevo (Compositor e cantor)? Capiba e Claudionor Germano

 

Qual lugar representa o carnaval, mesmo em outras épocas? A Sede do Galo da Madrugada

 

Quem é de fora e vem à Pernambuco qual lugar poderia visitar para sentir um pouco o clima e a alegria do nosso carnaval? as ladeiras de Olinda.

 

Para finalizar: Um trecho de música que signifique muito que represente o carnaval para você? Por quê?

“A nossa vida é um carnaval, a gente brinca escondendo a dor…”, acho linda, Turbilhão… toda nostalgia e fala de como é nossa vida mesmo…

Confiram a letra desta linda música aqui!