Troca-troca de Livros no SESC

 

Mês de arroxo no orçamento das famílias, janeiro compromete ainda mais aquelas quem têm filhos no ensino escolar. Matrícula, fardamento e livros, entre outros itens solicitados pelas instituições de ensino, estarão mais caros neste ano. De acordo com a Associação Brasileira dos Fabricantes e Importadores de Artigo Escolar (Abifae), o preço aumentou em média 10%. Para aliviar esse cenário e também pensando na sustentabilidade, o Sesc deu início à campanha  de arrecadação para a 14ª edição da Feira do Troca-Troca de Livros, que vai acontecer no dia 19 de janeiro, das 8h às 11h, no Ginásio do Sesc Santo Amaro.

 

“A Feira já se tornou uma tradição para muitos pais e mães, que vêm com a lista de livros e conseguem encontrar todos ou a maior parte deles aqui. Além disso, contribuímos para a circulação do conhecimento e melhor aproveitamento das obras”, avalia a coordenadora da iniciativa, Paula Alves. Até o dia 16 deste mês, os livros, em bom estado, podem ser levados a uma das bibliotecas do Sesc Santa Rita, Santo Amaro, Casa Amarela e Piedade. São aceitos títulos didáticos, infantis ou literários e, no momento da entrega, o participante recebe o cupom equivalente à obra para o dia da feira.

 

Cada pessoa pode participar com até 20 unidades. As obras serão analisadas no ato da entrega pelo responsável da biblioteca de cada unidade. Só serão aceitos livros didáticos editados a partir de 2015. Serão desconsiderados os que estiverem deteriorados, rasgados, do Programa Nacional do Livro Didático e do professor. Na última edição da feria, foram arrecadados quatro mil títulos para o evento e participaram mais de 500 pessoas.

 

Serviço – 14ª edição da Feira Sesc do Troca-Troca

Arrecadação: Até 16 de janeiro, nas bibliotecas do Sesc Santa Rita, Santo Amaro, Casa Amarela e Piedade

Feira: 19 de janeiro de 2019, no Ginásio do Sesc Santo Amaro, 8h às 11h

Informações: www.sescpe.org.br

Faça Seu Comentário

  1. Pena quando a escola que seu filho (a) estuda só aceita a edição atual do livro. Infelizmente parece que as escolas ganham com esse mercado de livros, antes um livro passava para varias pessoas, inclusive tínhamos os sebos e não perdíamos em nada quanto ao conteúdo. Agora vendem livros para crianças de 2-5 anos a preços absurdos e com um material didático fraquíssimo, mudam as páginas todo ano e algumas figuras ( pois as atividades não tem uma sequência cronológica no livro), tudo isso para justificar a compra da edição atual, para a criança não ser diferente, para a página não ser a mesma e ficar difícil para o acompanhamento… Temos que fazer algo para mudar esta situação! Desabafo!

    • Verdade! Lembro de ter que cuidar do livro para no ano seguinte repassar para outra pessoa… Hoje os livros são praticamente descartáveis, sem contarque colocam as atividades junto com o conteúdo, aí é que piora ainda mais a situação.