24º Janeiro de grandes espetáculos

E como sempre Janeiro vem recheado de espetáculos teatrais para entreter as famílias que estiverem aqui em Recife, principalmente o público infantojuvenil, com o 24º Janeiro de grandes espetáculos. Serão oito espetáculos divididos entre os principais equipamentos culturais do Recife, a grade privilegia a produção teatral pernambucana.

 

Do Vestido Ao Nariz”, (Cia. 2 em Cena), “Vento Forte Para Água e Sabão” (Cia. Fiandeiros de Teatro) – premiado na categoria ‘Melhor Espetáculo Infantil’ na edição passada do festival, “A Bela e a Fera” (Roberto Costa Produções), “Carol Levy em Contos de Casa” (Onomatopéia Ideias Sonoras), “O Mágico de Oz” (Companhia do Sol), “Histórias Por um Fio” (Cia. Fiandeiros de Teatro) e “Era Uma Vez na Terra” (Luau Produções Artísticas e Serviços) integram a programação local. O destaque nacional vai para “Fiu-Fiu: Um encontro entre pássaros”. O Grupo Tibanaré, do Mato Grosso, traz um espetáculo que une palhaçaria, teatro e dança.

 

Pegando o embalo do mês de férias, confira aqui a programação oficial completa destinada à infância e juventude:

Foto: Divulgação (Paulo Teixeira)

14/01/18 (Dom), 16h30 – Do Vestido ao Nariz  -  Teatro Hermilo Borba Filho
R$30 (inteira)/R$15 (meia) –
Cia. 2 em Cena (Recife/PE)

 

Bilac, Carambola e Pixuruca são três palhaças que se encontram um circo abandonado e resolvem torná-lo sua nova casa, apresentando ali números de palhaçaria. O espetáculo discute, de maneira cômica e poética, o espaço feminino no picadeiro tradicional, levando, assim, a reflexão sobre o papel da mulher na sociedade contemporânea.

 

Foto: Divulgação (Morgana Narjara)

14/01/18 (Dom), 16h30 – Vento Forte Para Água e Sabão – Teatro Barreto Jr

 

R$30 (inteira)/R$15 (meia) – Cia. Fiandeiros de Teatro (Recife/PE)
O texto narra a história de amizade entre uma bolha de sabão, chamada Bolonhesa, e Arlindo, uma rajada de vento. No meio de toda trajetória, questões como vida e morte são abordadas através da metáfora da bolha de sabão, cuja própria existência é extremamente rápida e passageira.

 

Foto: Divulgação (Dodi Fontes)

14/01/18 (Dom) e 28/01/18 (Dom), 10h – A Bela e A Fera – Teatro Boa Vista
R$30 (inteira)/R$15 (meia) –
Roberto Costa Produções (Paulista/PE)

 

A peça é uma releitura do clássico A Bela e A Fera, dos estúdios Walt Disney. O pai de Bela vira prisioneiro da Fera e ela decide, então, entregar-se ao estranho ser em troca da liberdade do pai. No castelo, Bela descobre que a Fera é, na verdade, um príncipe que precisa de amor para desfazer um feitiço e voltar à forma humana.

 

Foto: Divulgação (Cordel)

17/01/18 (Qua), 19h30 – Fiu Fiu – Um encontro entre pássaros – Espaço Cênicas

R$30 (inteira)/R$ 15 (meia)  – Grupo Tibanaré (Cuiabá/MT)

 

Fiu Fiu é um dos destaques nacionais na programação oficial de Teatro para infância e Juventude. O espetáculo, que une teatro, palhaçaria e dança, é um voar leve sobre um campo de possibilidades entre Passarinhar e Passarinhou.

 

Foto: Divulgação (Andréa Rego Barros)

21//01/18 (Dom), 17h – Carol Levy em Contos de Casa – Teatro de Santa Isabel
R$ 50 (inteira)/R$ 25 (meia) –
Onomatopéia Ideias Sonoras (Recife/PE)

 

Carol é cantora e contadora de histórias. No show interativo, as crianças participam com a artista durante toda a apresentação, que traz desde músicas e histórias a peripécias na cozinha. O espetáculo vai receber os recursos de audiodescrição e libras.

 

Foto: Divulgação (Beatriz Chaves)

21/01/18 (Dom), 10h – O Mágico de Oz – Teatro Boa Vista
R$ 50 (inteira)/R$ 25 (meia) –
Companhia do Sol (Recife/PE)


A montagem foi criada a partir do famoso filme de 1939. Na história, Dorothy é levada por um furacão a uma terra mágica e conta com a ajuda de três amigos. A produção teatral utiliza um conjunto de cenários, figurinos e adereços para apresentar um espetáculo dinâmico, musical e tecnológico.

 

Foto: Divulgação (Rogério Alves)

27/01/18 (Sab), 11h e 16h30 – Histórias por um Fio – Teatro Hermilo Borba Filho
R$30 (inteira)/R$15 (meia) –
Cia. Fiandeiros de Teatro (Recife/PE)

 

Personagens lendários extraídos de contos da tradição oral ibérica, indígena e africana se encontram numa dramaturgia que cruzou e uniu os três povos através da figura de Mavutsinim. Na cena, uma rede de possibilidades diversas, de culturas tão diferentes, que consolidam e germinam sementes das raízes plurais da identidade brasileira.

 

Foto: Divulgação (Dálviton Anélio)

28/01/18 (Dom), 16h30 – Era Uma Vez na Terra – Teatro Luiz Mendonça

R$30 (inteira)/R$15 (meia) -  Lua Produções Artísticas e Serviços (Recife/PE)

 

Para impedir a construção de um complexo industrial numa reserva ambiental, o Dr. Chucrutz viaja no tempo e traz para o presente uma índia do século 19 e um homem do futuro. Juntos, os dois viajantes resolvem convencer o homem sobre a importância de preservar o meio ambiente.

 

SERVIÇO

24º Janeiro de Grandes Espetáculos | Festival Internacional de Artes Cênicas e Música de Pernambuco

De 10 a 28 de janeiro, nos principais teatros do Recife

Ingressos

Já à venda no site e na Central de Ingressos no Teatro de Santa Isabel (de terça a domingo, das 9h às 16h, para os espetáculos em cartaz nos teatros de Santa Isabel, Apolo, Hermilo Borba Filho, Marco Camarotti, Luiz Mendonça, Arraial Ariano Suassuna e Barreto Júnior).

Janeiro de Grandes espetáculos 2015

 

Mais um janeiro chegou com grandes espetáculos, é que o festival Janeiro de Grandes Espetáculos começa dia 14/01/15 e vai até o dia 01/02/15!!!! E nós, é claro que trouxemos toda a programação para vocês. Confiram e já agendem os preferidos para não perder nada!!! É teatro para toda a família!!

 

Programação Infantil em Recife:

 

 

A ENERGIA DE UM POLEGAR, com a Cia. do Sol (Recife/PE)

Dia: 17 e 18 de janeiro de 2015 (sábado e domingo)

Local: Teatro Valdemar de Oliveira

Hora: 16:30h,

Ingresso: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia)

 

Nessa mistura de teatro, TV, cinema e show, Polegar é um garoto órfão que parte em busca de reencontrar sua família e descobrir seu nome verdadeiro. No caminho, dá de cara com o mal humorado Rey e os dois, numa aventura quase mágica, vão parar no espaço sideral, conhecendo personagens estelares incríveis como uma Estrela desejosa que vive a pedir coisas ao cosmos. Os figurinos usam tecnologia LED e a cenografia é cheia de recursos visuais.

 

 

AS TRAVESSURAS DE MANÉ GOSTOSO, com a Cia. Meias Palavras (Recife/PE).

Dia: 18 de janeiro de 2015 (domingo)

Local: Teatro Marco Camarotti (SESC Santo Amaro)

Hora: 10:30h e 16:30h

Ingresso: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)

Indicação: a partir de 6 anos.

 

Uma brincadeira inspirada na oralidade e nos contos populares que mistura música ao vivo, bonecos e atores para contar as estripulias de um dos brinquedos da nossa herança cultural: Mané Gostoso. Nesta história ele é um mutreteiro, inventador de causos, que vive tranquilo sua vidinha na cidade de Boitibóia até a chegada de um Forasteiro que o desafia. Nessa disputa pelo amor e a sobrevivência até os atores jogam com o público na escolha de quem viverá o papel do Mané Gostoso. Criando, a cada dia, um espetáculo diferente cheio de surpresas, humor e poesia. Essa travessura teatral é resultado da pesquisa continuada da Cia Meias Palavras na oralidade, na literatura e nas linguagens teatrais.

 

 

MANÉ GOSTOSO, com o Centro de Criação Galpão das Artes (Limoeiro/PE)

Dia: 24 de janeiro de 2015 (sábado)

Local: Teatro Marco Camarotti (SESC Santo Amaro)

Hora: 16:30h

Ingresso: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)

*No hall do teatro, com a exposição “Mané Gostoso e o Vai e Vem do Lúdico”, de brinquedos populares.

 

A história gira em torno de um dono de circo chamado seu Neco, que ao lado de sua esposa, dona Lucrécia, promovia a alegria da criançada. Até que um homem de aparência bizarra rouba a maior atração do circo: o Mané Gostoso. Seu Neco, então, vai à delegacia chorando de desgosto pelo súbito desaparecimento. A sorte é que crianças juntam-se ao delegado na busca do tão querido brinquedo.

 

 

TRUEQUE, com a Cia. Animée/As Levianas (Recife/PE)

Dia: 25 de janeiro de 2015 (domingo)

Local: Teatro Marco Camarotti (SESC Santo Amaro)

Hora: 16:30h

Ingresso: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)

 

No divertido enredo, quando as palhaças Tan Tan e Mary En chegam para o “Trueque” (palavra em espanhol que significa “troca”), muita coisa acontece. Ambas atuam em hospitais e daí nasceu o desejo de trazer para o teatro um pouco do que a memória corporal e afetiva guardam, momentos de graça e beleza como suporte dramatúrgico. A música é uma ferramenta para compartilhar de forma lúdica e divertida cenas inspiradas nesta experiência.

 

 

O CIRCO DE LAMPEZÃO E MARIA BOTINA, com a Caravana Tapioca (Recife/PE)

Dia: 30 de janeiro de 2015 (sexta)

Local: Shopping RioMar

Hora: 17:00h

Ingresso: gratuito

 

Os palhaços Cavaco e Nina contam a história de um casal anônimo do sertão: Maria Botina, que sonhava em ser levada por um cangaceiro; e Lampezão, que fingia ser valente para impressioná-la. Em meio a muitas trapalhadas nessa conquista, os dois tocam música ao vivo, fazem malabarismo com baldes, mágica e número com chicotes, entre outras habilidades. Dedicado a toda a família, este encantador espetáculo de circo-teatro mescla técnicas circenses com uma dramaturgia épica e atual, permeando as diversidades culturais do sertão e agreste brasileiro.

 

 

COMO A LUA, com a Mambembe Produções Artísticas (Recife/PE)

Dia: 31 de janeiro de 2015 (sábado)

Local: Teatro Marco Camarotti (SESC Santo Amaro)

Hora: 16:30h

Ingresso: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)

Indicação: a partir de 5 anos.

 

Oito atores em cena interpretam, cantam e tocam ao vivo nesta obra que, em meio a brincadeiras de crianças, trata de temas delicados como o amor não correspondido entre o índio Payá, que não é bravo guerreiro nem bom caçador, e a índia Colón (já que o Deus do Amor, Rudá, quis brincar com o coração do indiozinho), abordando ainda a descoberta da sexualidade, a perda e a morte, mas também a capacidade de mudar. Tudo isso com trilha sonora ao vivo, muito bom humor e poesia. “Tudo que nasce, morre. E tudo que morre, torna a nascer. Como a lua”.

 

 

AS LEVIANINHAS EM POCKET SHOW PARA CRIANÇAS, com a Cia. Animée (Recife/PE)

Dia: 31 de janeiro de 2015 (sábado)

Local: Shopping RioMar

Hora: 17h

Ingresso: gratuito

 

A banda de palhaças As Levianas canta e toca ao vivo um repertório especialmente para as crianças. Com canções como La Vaca Lola, O Sapo Não Lava o Pé e o repertório de Alvin e os Esquilos, as quatro palhaças constroem o show a partir do humor leve e irreverente. Entremeado de gags, trapalhadas e interações, Aurhelia, Baju, Mary En e Tan Tan entram no palco e aos poucos subvertem a ordem no sentido de que a boa desordem é sempre bem vinda!

 

 

KALABAZI, com a Companhia Tita8lou (Genebra/Suíça)

Dia: 30 de janeiro (sexta) e 01 de fevereiro de 2015 (domingo)

Local: Shopping RioMar (30/01) e Pátio do Parque Dona Lindu (01/02)

Hora: 19:00h (30/01) e 16:00h (01/02)

Ingresso: gratuito

 

Através da poesia do humor, eis a história de uma jovem mulher quer se casar, mas não com qualquer João Ninguém! Ela, então, organiza um concurso de amor para encontrar, no público, a pessoa perfeita. Dois felizes candidatos passarão por provas depois dela seduzi-los executando acrobacias na sua bicicleta amarela. A última prova, a secreta, será a decisiva. O espetáculo já foi presentado em 24 países e traduzido para oito idiomas e 23 dialetos. A Companhia Tita8lou desenvolve espetáculos de teatro, clown e circo pelo mundo inteiro, seja em teatros, na rua, em lonas e ou em cabarets.

 

 

HARU – A PRIMAVERA DO APRENDIZ, com a Rapha Santacruz Produções Artísticas (Recife/PE)

Dia: 01 de fevereiro de 2015 (domingo)

Local: Teatro Marco Camarotti (SESC Santo Amaro)

Hora: 16:30h

Ingresso: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)

 

Em uma barraca de feira livre, um jovem mágico busca orientação de um mestre. Descortinando um universo de mistérios e sem que ele perceba, cada ação que se desenrola é uma lição e um teste de magia ao mesmo tempo. Sem uso de texto falado, o espetáculo propõe um diálogo poético onde teatro e ilusionismo tecem uma trama lúdica. Nesse aprendizado que vai além das palavras, a ilusão é a verdade absoluta.

 

 

OS TRÊS PORQUINHOS, com Pedro Portugal e Paulo de Castro Produções Artísticas (Recife/PE)

Dia: 01 de fevereiro de 2015 (domingo)

Local: Teatro de Santa Isabel

Hora: 17:00h

Ingresso: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia)

 

Em cartaz desde 1992 ininterruptamente, este divertido musical infantil mostra as aventuras de três porquinhos, Prático, Cícera (sim, há uma porquinha!) e Heitor, às voltas com um terrível e faminto Lobo Mau, mestre em disfarces. Numa floresta onde fantasia e realidade confundem-se, enquanto Prático, o mais sensato dos três, constrói sua casa com tijolos e cimento, seus irmãos, Cícera e Heitor, de tanta preguiça, levantam casas de palha e madeira. A trama mostra que viver sem pensar no futuro pode trazer desconforto e vários problemas.

Janeiro de Grandes Espetáculos – 2013

O Janeiro de Grandes Espetáculos – Festival Internacional de Artes Cênicas de Pernambuco é um dos maiores eventos das artes cênicas em terras pernambucanas e do Brasil, em pleno mês de férias. A 19ª edição acontecerá de 08 a 27 de janeiro de 2013, não só na capital, Recife, mas também em Olinda e com extensões a dois outros municípios do interior do estado, Caruaru e Arcoverde.

 

O evento é uma realização da Associação dos Produtores de Artes Cênicas de Pernambuco (Apacepe), com programação distribuída em 118 sessões de espetáculos locais, nacionais e internacionais para adultos, crianças e na linguagem do teatro de rua, incluindo shows musicais, além de lançamentos de livros, seminário, debates, mesa redonda, palestras, sarau das artes, workshops, leituras dramatizadas, festas, entrega de prêmios e oficinas.

 

 

PROGRAMAÇÃO PARA O PÚBLICO INFANTIL:

 

1) Tranquilli!!! – Teatro C’art – Castelfiorentino/Itália

Data: 12 e 13 de janeiro (sábado e domingo),

Horário: 17:00h (Sábado) e 19:00h (domingo)

Local: Teatro Marco Camarotti (SESC de Santo Amaro)
Duração: 1:15h | Indicação: livre

Ingresso: R$20,0(inteira) 0 e R$10,00 (meia)
Idioma: não verbal

 

Sinopse:

Direcionado a todas as idades, o espetáculo parte do conceito universal de tranquilidade para fazer rir e refletir sobre o ser humano que vive em função de uma sociedade estressante. Através de um personagem cômico, a obra rompe com o cotidiano frenético revelando seus momentos românticos e poéticos, extraídos do amor pela vida. Paulistano radicado na Itália desde 1995, e com estudos sobre a comicidade não verbal, André Casaca já foi levou este trabalho solo para vários países.

 

Direção e atuação: André Casaca. Assistente de direção: Fabrizio Neri e Teresa Bruno. Efeitos de vídeo: Julio Frediani. Equipamento cênico: Silvano Costagli.

 

2) De Artista e Louco Todo Mundo Tem Um Pouco – Associação de Teatro de Olinda/ATO – Olinda/PE

Data: 12 de janeiro (sábado)

Horário: 16:30h

Local: Alto da Sé (Olinda/PE).
Duração: 35min | Indicação: livre.
Ingresso: Gratuito

 

Sinopse:

A dificuldade de sobrevivência de uma família faz com que a mesma arquitete planos pra ganhar dinheiro, não se importando com os bons costumes, a ética ou a moral. Daí, seus membros inventam loucuras para usufruir de uma aposentadoria e descambam até mesmo para o comércio da religião. O espetáculo deixa como reflexão que não vale a pena usar métodos escusos para se dar bem na vida, e também alerta sobre os direitos dos cidadãos.

 

Texto: Rosário Mendonça. Direção: Coletiva. Elenco: Paula Alves, Sandra Santana, Emerson Diniz, Flávio Henrique, Ivo Rodrigues, Ronaldo Quirino e Alessandro Silva.

 

3) Bolero de 4 – João Rafael e Luiz de Abreu – Salvador/BA

Data: 12 e 13 de janeiro (sábado e domingo)

Horário: 16:30h

Local: Alto da Sé (Olinda) – sábado e Parque Dona Lindu (pátio externo) – domingo
Duração: 16min | Indicação: livre.
Ingresso: GRATUITO

 

Sinopse: Um diálogo entre os princípios da dança contemporânea e as técnicas esportivas de bicicleta BMX para além do acrobático. Esta mistura estética desloca o esporte para o ambiente artístico e vice versa, criando outros significados onde o dançarino/performer pode expressar sentimentos, construir discursos e criar uma linguagem própria. Numa dança circular e crescente, assim como a música utilizada, Bolero de Ravel, de Maurice Ravel, o ciclista retrata de forma poética a história, o relacionamento e a cumplicidade com sua parceira de cena.

 

Concepção e direção: Luiz de Abreu. Intérprete criador: João Rafael. Produção: Jacqueline de Castro. Assistente de produção: Laura Collor.

 

4) Cantarim de Cantará – Dramart Produções – Recife/PE

Data: 13 de janeiro (domingo)

Horário: 17:00h

Local: Teatro Luiz Mendonça (Parque Dona Lindu)

Duração: 1:05h | Indicação: livre
Ingresso: R$ 20,00 e R$ 10,00

 

Sinopse:

Com trilha sonora ao vivo, este musical infantil de amor à Natureza acompanha a saga de uma frágil Pomba Rolinha que, ao perder sua casa por conta de uma ventania forte, acaba sendo enganada e aprisionada pelo Senhor Urubu Carcará, que lhe prometeu um apartamento de pássaro, com vista para o mar, para a montanha, para onde a vista puder alcançar… Neste drama, ela vai descobrir o valor de poder cantar e voar com liberdade, longe de gaiolas trancadas e junto à passarinhada.

 

Texto: Sylvia Orthof. Direção geral: Margarida Meira e Williams Sant’Anna. Diretora de produção: Socorro Rapôso. Produtor executivo: Deyvson Cavalcanti. Assistente de produção executiva: Daniella Barros. Direção musical: Fábio Andrade. Preparação vocal: Margarida Meira e Fábio Andrade. Coreografia: Black Escobar. Figurino e adereços: Sérgio Ricardo. Cenografia: Silva Filho. Iluminação: Luciana Raposo. Contrarregras: Giane Almeida e Jailson Carlos. Camareira: Giane Almeida. Músicos: Ricardo Teixeira, Fábio Andrade, Valdetaim, Marcos Monte e Natalício. Elenco: Cristina Siqueira, Deyvson Cavalcanti, Sóstenes Vidal, Amom de Assis, Ewerson Luiz, Nazaré Lemos, Nina Melo, Ingrid Almeida, Henrique Lira, Kadydja Erlen e João Neto.

 

5) Luiz Lua Gonzaga – Grupo Magiluth – Recife/PE

Data: 13 de janeiro (domingo)

Horário: 16:30h

Local: Pátio do Mosteiro de São Bento (Olinda/PE)
Duração: 1h | Indicação: livre
Ingresso: Gratuito

 

Sinopse:

Com presença intensa da musicalidade, o espetáculo é antes de tudo uma celebração e tem como mote um conjunto de pessoas que espera a volta da chuva, pelo retorno de um rei e divaga poeticamente sobre questões do ser e viver no Nordeste. Luiz Lua Gonzaga não é uma história com começo, meio e fim, mas uma série de situações poéticas em homenagem ao Rei do Baião, sem pretender-se a realizar uma biografia dele e, sim, ativar questões que estão na sua obra e na memória popular do nordestino.

 

Dramaturgia: Giordano Castro. Direção e iluminação: Pedro Vilela. Direção de arte: Guilherme Luigi e Pedro Toscano. Figurino em couro: Hermeson Souza. Confecção de bonecos: Lucas Torres. Contrarregra: Thiago Liberdade. Produção executiva: Mariana Rusu. Músicos: João Tragtenberg, Pedro Cardoso e Pedro Vilela. Elenco: Erivaldo Oliveira, Giordano Castro, Lucas Torres, Pedro Wagner e Mário Sergio Cabral.

 

6) Palhaçadas – História de Um Circo Sem Lona – Cia. 2 Em Cena de Teatro, Circo e Dança – Recife/PE

Data: 19 de janeiro (sábado)

Horário: 16:00h

Local: Teatro Marco Camarotti (SESC de Santo Amaro)
Duração: 45min | Indicação: livre
Ingresso: R$ 20,00 e R$ 10,00

 

Sinopse:

Nesta farra teatral-circense, a história da dupla cômica Risada e Risadinha, que atua no Circo Brasil. O local passa por uma grande crise financeira e, um dia, acaba pegando fogo. Sem ter onde morar e trabalhar, os dois resolvem juntar o que sobrou e passam a apresentar suas palhaçadas nas ruas e praças, na tentativa de reerguer o circo. Em cena desde 2007 e recheada de reprises e entradas de tradicionais circos brasileiros, a montagem foi concebida a partir da pesquisa “Palhaços Brasileiros – A Formação do Palhaço no Brasil”.

 

Dramaturgia, encenação e preparação de palhaços: Alexsandro Silva. Direção de arte: Eri Moreira e Alexsandro Silva. Pesquisa e concepção de maquiagem: A Cia. Concepção e execução de iluminação: Cindy Fragoso. Confecção de cenário: Seu Jairo. Confecção de figurinos: Maria Lima. Técnicas: Jerlâne Silva. Produção executiva e preparação corporal: Arnaldo Rodrigues. Assistência de produção: Cyndi Fragoso. Sonoplastia ao vivo: Flávio Santana e Davison Weslley. Produtores e atores-palhaços: Alexsandro Silva e Arnaldo Rodrigues.

 

7) Besteiras (As Aventuras de um Giullare Moderno) – Cia. Circo Godot de Teatro – Filottrano/Itália e Recife/PE/Brasil

Data: 19 de janeiro (sábado)

Horário: 16:30h

Local: Alto da Sé (Olinda/PE)
Duração: 50min | Indicação: livre
Ingresso: Gratuito

 

Sinopse:

Um trovador popular moderno ganha a vida recreando o público com jogos de mão, equilibrismo e mímica. Como no período medieval, andando de vila em vila, por feiras e castelos, ele traz em suas malas espetáculos, números circenses e histórias variadas. Cantando e tocando instrumentos musicais, oferece com muita graça a poesia do artista da estrada viva ao longo de séculos.

 

Intérprete criador, ideia original e sonoplastia: Damiano Massaccesi. Encenação: Damiano Massaccesi e Quiercles Santana. Assistência de direção: Andrêzza Alves. Direção de arte: O grupo. Produção executiva: Andrêzza Alves e Ana Paula Sá.

 

8) Seu Rei Mandou… – Cia. Meias Palavras – Recife/PE

Data: 20 de janeiro (domingo)

Horário: 16:00h

Local: Teatro Marco Camarotti (SESC de Santo Amaro)
Duração: 40min | Indicação: a partir dos 06 anos
Ingresso: R$ 20,00 e R$ 10,00

 

Sinopse:

Inspirado pela tradição oral, o espetáculo narra, com música ao vivo, muito humor e poesia, a trajetória de tirania, bravura, esperteza e bonanças de três reis através das histórias “A Lavadeira Real”, “O Rato Que Roeu a Roupa do Rei” e “O Rei Chinês Reinaldo Reis”. Todas recontadas e criadas pelo escritor, ator, palhaço, bonequeiro e contador de histórias Luciano Pontes, pesquisador deste ofício desde 2005, acompanhado pela flauta e tambor do músico Gustavo Vilar.

 

Criação, adaptação, concepção, figurinos, produção executiva e intérprete: Luciano Pontes. Pesquisa musical, composição e arranjos: Gustavo Vilar e Luciano Pontes. Costureira: Xuxu. Sapatos: Jailson Marcos. Iluminação: Luciana Raposo. Músico: Gustavo Vilar.

 

9) As Levianinhas em Pocket Show Para Crianças – Cia. Animée – Recife/PE

Data: 26 de janeiro (sábado)

Horário: 16:00h

Local: Teatro Marco Camarotti (SESC de Santo Amaro)
Duração: 50min | Indicação: livre
Ingresso: R$ 20,00 e R$ 10,00.

 

Sinopse:

As Levianas é uma banda de palhaças que canta e toca ao vivo um repertório especialmente para a criançada. Entremeado de gags, atrapalhadas e algumas interações, Aurhelia, Baju, Mary En e Tan Tan, as quatro palhaças, aos poucos subvertem a ordem no sentido de que a boa desordem é sempre bem vinda! Com canções como “Biquini de Bolinhas Amarelinho”, “La Vaca Lola”, “O Sapo” e parte do repertório do desenho animado “Alvin e os Esquilos”, o quarteto constrói o show a partir do humor leve e irreverente.

 

Direção, pesquisa musical, figurinos, maquiagem e encenação: Cia Animée. Co-direção: Hilary Chaplain (EUA). Assessoria artística e de criação: Enne Marx. Iluminação: Saulo Uchôa. Técnico de som: Getúlio Chaves. Atrizes palhaças: Enne Marx, Juliana de Almeida, Nara Menezes e Tâmara Floriano.

 

10) A Fantástica História do Rei Leão Com o Palhaço Chocolate – Gugga Macel & Companhia do Riso e Chocolate Produções – Recife/PE

Data: 27 de janeiro (domingo)

Horário: 10:00h

Local: Teatro Boa Vista (Colégio Salesiano)
Duração: 1h | Indicação: livre
Ingresso: R$ 40,00 e R$ 20,00

 

Sinopse:

Com participação do Palhaço Chocolate, o espetáculo musical conta as aventuras do nascimento do pequeno Leãozinho, familiarizando-se com a selva e as surpresas que a vida lhe reserva, como enfrentar a inveja do tio e hienas inimigas. Com a ajuda do pai, ele vai aprender valores – como ter respeito pelo ciclo da vida e pela natureza – e lições sobre coragem, bravura, ternura e humanidade. Tudo para, um dia, ser um bom rei. Os personagens são bonecos humanoides (leões e leoas, hienas, pássaros, zebras, girafas, antílopes e elefante).

 

Adaptação teatral: Gugga Macel. Direção, cenários e figurinos: Roberto Costa. Coreografias: Clóvis Bézer Iluminação: Triana Cavalcanti. Elenco: Ulisses Dornelas, Clóvis Bézer, Ruanita Barbosa, Hemerson Moura, Tâmara Dornelas, Pablo Souza, Luciano Lucas, Petrus Poyreh, Zanel Reis, Mônica Vilarim, Eddy Santos, Augusto Neves, Marília Santana e vozes adicionais de Tatto Medinni, Flávio Andrade e Priscila Cheron.

 

11) Os Três Porquinhos – Pedro Portugal e Paulo de Castro Produções – Recife/PE

Data: 27 de janeiro (domingo)

Horário: 17:00h

Local: Teatro Luiz Mendonça (Parque Dona Lindu)
Duração: 1h | Indicação: livre
Ingresso: R$ 20,00 e R$ 10,00

 

Sinopse:

Em cartaz há 20 anos ininterruptamente, este divertido musical infantil mostra as aventuras de três porquinhos, Prático, Cícera (sim, há uma porquinha!) e Heitor, às voltas com um terrível e faminto Lobo Mau, mestre em disfarces. Numa floresta onde fantasia e realidade confundem-se, enquanto Prático, o mais sensato dos três, constrói sua casa com tijolos e cimento, seus irmãos, Cícera e Heitor, de tanta preguiça, levantam casas de palha e madeira. A trama mostra que viver sem pensar no futuro pode trazer desconforto e vários problemas.

 

Texto: Reginaldo Silva. Direção e cenário: Cleusson Vieira. Músicas: Allan Sales. Figurino: Henrique Celibi. Diretor técnico: Claudiney Castro. Elenco: Mário Miranda, Maria de Oliveira e Cleusson Vieira.

 

12) Babau ou A Vida Desembestada do Homem Que Tentou Engabelar a Morte – Mão Molenga Teatro de Bonecos – Recife/PE

Data: 27 de janeiro (domingo)

Horário: 16h:00

Local: Teatro Hermilo Borba Filho
Duração: 1h | Indicação: livre
Ingresso: R$ 20,00 e R$ 10,00

 

Sinopse:

Espetáculo de teatro de bonecos e formas animadas para todas as idades, que ilustra o processo de criação dos mamulengueiros de Pernambuco, mostrando suas técnicas, a importância e a graça da arte do mamulengo e a difícil realidade na qual os mestres populares estão inseridos. No enredo, o Babau é um boneco que passa de geração em geração pelas mãos dos brincantes, personagem satírico que consegue enganar a morte numa situação inversa a de seus manipuladores, muitos dos quais morrem esquecidos e miseráveis.

 

Texto: Carla Denise. Direção cênica e direção de arte: Marcondes Lima. Bonecos: Atelier do Mão Molenga e Oficina do Mestre Zé Lopes. Músicas: André Freitas. Iluminação: Sávio Uchôa. Execução de luz: Pedro Vilela. Execução de som: José Neto. Elenco: Marcondes Lima, Fábio caio, Carla Denise, Fátima Caio e Andrêzza Alves.

 

 

CENTRAL DE VENDAS DE INGRESSOS:

Fone: 81. 8512-1258
Bilheteria no Teatro de Santa Isabel
Período: 09 a 27/01/13
Horário: das 9:00h às 16:00h

Vendas antecipadas para os espetáculos que acontecerão nos teatros Marco Camarotti, Hermilo Borba Filho, Luiz Mendonça, Barreto Júnior, Apolo, Arraial e Capiba.

Para programação no Teatro de Santa Isabel, vendas antecipadas, a partir das 9:00h, na bilheteria do teatro.

Para os teatros Valdemar de Oliveira, Boa Vista, Rui Limeira Rosal e Geraldo Barros, vendas somente no local 2 horas antes da apresentação.