Desfralde

 

Quando temos nossos filhos, ficamos olhando aqueles seres tão pequenos e ao mesmo tempo com tanto para aprender… E aos poucos eles vão superando seus “obstáculos” e alcançando suas vitórias! Uma das etapas de desenvolvimento infantil que eu considero um marco na vida de toda a família é o desfralde. É quando a criança deixa de ser o “bebê de fraldas” para ser a mocinha ou o rapazinho que usa calcinha ou cueca e vai ao banheiro como os pais!!!!! Mas na maioria das vezes não é fácil nem rápido! Nem para a criança, nem para os pais.

 

Muitos se perguntam qual a idade para começar o desfralde e a resposta é simples: não existe uma idade certa! Cada criança tem o seu tempo e cabe a nós pais respeitar e ajudar a criança no seu amadurecimento. Para que ela cresça com confiança e muita alegria! Aqui em casa eu tenho duas filhas e o desfralde foi completamente diferente, e eu vou falar um pouco da minha experiência também para vocês!

 

Apesar de não ter uma idade exata, é importante que a criança tenha um mínimo de amadurecimento e já saiba falar, para dizer o que quer e quando quer! Por isso muitos indicam que o desfralde diurno deve ser iniciado a partir dos 2 anos (lembrando que não é uma regra e sim orientação). Para só depois retirar a fralda noturna, pois esta já é mais complicada, uma vez que a criança tem que controlar o seu organismo enquanto dorme.

 

Com as minhas meninas foi assim: Camila iniciou o desfralde na própria escola pouco depois de completar 2 anos, não lembro exatamente quanto tempo durou o processo, mas sei que foram meses lavando sacolas e mais sacolas de roupas sujas de xixi e cocô que voltavam da escola (ela estudava em horário integral). Já Manuela como demorou muito a falar e a minha preguiça de ter que ficar limpando e lavando era maior, eu retardei ao máximo, até que a priminha dela (mais nova 10 meses) começou o desfralde e eu resolvi encarar junto, ela já tinha quase 3 anos. Conversei na escola, era final de junho, e a professora me orientou que aproveitasse as férias para iniciar, pois estando em casa ela se sentiria mais a vontade e menos constrangida com os “incidentes” e assim eu fiz. O mês de julho não foi fácil, era o dia limpando o chão, mas quando chegou agosto as coisas começaram a melhorar e em setembro ela já não fazia  mais nada nas calças, salvo raríssimas exceções.

 

Sinais de que a criança está pronta para iniciar o desfralde:

1) Consegue passar um tempo maior sem fazer xixi (mais de 2 horas)

 

2) Indica que quer fazer

 

3) Pede para tirar a fralda e usar o banheiro

 

4) Está com horários mais regrados para o cocô (geralmente tem um horário específico).

 

Estes indícios te ajudarão e muito!

 

 

E para ajudar neste processo alguns acessórios são grandes aliados:

 

1) penico e/ou redutor de assento (as minhas nunca aceitaram o penico, então é bom ver o que a criança prefere)

 

2) banquinho para ajudar a criança a subir na bacia sanitária ou para apoiar os pés enquanto estiver sentado.

 

3) Calcinhas ou cuecas (se forem de personagens irá estimular ainda mais o uso)

 

4) protetor de assento descartável: muitos não usam, mas eu usei bastante, principalmente com Camila. É uma capinha plástica descartável, que você utiliza para forrar o assento da bacia em lugares públicos.

 

 

Algumas dicas importantes:

1) Dê preferência a roupas fáceis de tirar, para facilitar na hora do “aperto”, muitas vezes eles só avisam em cima da hora.

 

2) Não pressione a criança e muito menos reclame quando ela não segurar e fizer as necessidades no chão.

 

3) Ao sair não deixe nunca de levar uma roupa ou mais roupas extras e se for o caso até uma fralda.

 

4) Eu comecei o desfralde por partes, primeiro em casa, depois em casa e na escola, para por último tirar a fralda dos passeios. Observei que isso também deu mais segurança para elas, afinal é super constrangedor ficar toda suja na frente dos outros.

Então vamos ter paciência e respeitar o tempo das crianças. E se por acaso você notar que a criança não está conseguindo, e pode até está apresentando alterações de humor e comportamento, pare e pense se não é o caso de dar mais um tempo e recomeçar um pouco mais para frente. Esta pausa, muitas vezes faz com que a própria criança reflita e adquira mais confiança, tenha certeza de que não será um retrocesso.

 

5) A higiene íntima é de extrema importância neste período, então não esqueçam de higienizar bem, pois a limpeza com papel higiênico às vezes ainda deixa resíduos que podem causar assaduras.

 

6) Incentive a criança e comemore quando ela conseguir! Estes incentivos darão confiança e estímulo! Vale até dar tchau para o xixi e para o cocô na hora da descarga kkkkk

 

7) No início as crianças ainda não sabem exatamente quando a vontade chega e se estiverem no meio de uma brincadeira, provavelmente esquecerão, então vale perguntar com frequência se querem ir, e algumas vezes mesmo ela dizendo que não é bom levar, para evitar “acidentes”.

 

8) ótimos aliados nesta fase são livrinhos, desenhos animados e brinquedos sobre o tema. Ajudará a criança a entrar neste universo, a entender a necessidade e os cuidados com a higiene que ela deverá ter.

 

9) E acredito que a Dica mais importante é PACIÊNCIA!!!!!!!!! Não é fácil para a criança nem para os pais, então vamos ter paciência, disposição para limpar quantas vezes forem necessárias e conversar muito, explicando, tirando dúvidas e fortalecendo a criança! Este é um ótimo momento também para aumentar a intimidade  e estreitar laços entre pais e filhos.

 

Boa Sorte!!!!

 

Para saber um outras dicas sobre etapas do Desenvolvimento infantil, clique aqui!

 

Este texto foi escrito especialmente para o Projeto Amigos Blogueiros, que a cada semana um blog amigo trás um assunto para discutirmos e aprendermos. Afinal assim é a vida de pais e mães: aprendizado constante!

O que tem dentro da sua fralda?

A dica de hoje vai para as famílias que estão entrando ou vão entrar em processo de desfralde. “O que tem dentro da sua fralda?” é um livro infantil para que as crianças possam brincar enquanto aprendem que podem ficar sem fralda e usar o penico… Cheio de Abas o que faz dele ainda mais atrativo, tornando o momento da leitura uma grande brincadeira. E todo o texto é escrito em letra bastão, facilitando a leitura dos que estão começando a aprender a ler… Vamos aproveitar estes momentos de leitura com as crianças para passar alguns “recadinhos”, sem tanta pressão e fazer deste momento o mais prazeroso possível! E por aí alguém com dificuldade no processo de desfralde??

 

 

Sinopse:

Ratinho é muito curioso. Ele gosta de descobrir como tudo é por dentro. Nada escapa de Ratinho, nem mesmo as fraldas de seus amigos. Coelho, Cabrita, Cachorrinho, Bezerro, Potrinho e Porquinho, todos mostram suas fraldas. Então, claro, eles também querem ver a fralda de Ratinho. Uma grande surpresa os espera. Um livro com abas sobre a grande curiosidade de um pequeno rato.

 

 

Ficha Técnica:

Livro: O que tem dentro da sua fralda?

Autor: Guido Van Genechten

Tradução: Vânia Maria A. de Lange

Editora: Brinque Book

Indicado: para crianças de 1 até 4 anos

Etapas do desenvolvimento infantil

 

Não sei se vocês já passaram por estes impasses e dúvidas: minha filha está crescendo, completou 5 anos, e não sei o que eu ainda preciso fazer por ela e o que a idade já permite que ela faça sozinha, para ir construindo sua independência, amadurecimento e novas habilidades.

 

É uma coisa super difícil, afinal para nós, pais, os filhos nunca crescem; ao mesmo tempo somos contraditórios, pois ficamos dizendo para eles que devem se comportar desse ou daquele jeito, pois já cresceram e não são mais bebês nem criancinhas… Se nós que somos adultos ficamos confusos com esse conflito, imagine a cabecinha desses pequenos? Que muitas vezes não são mais tão pequenos assim, apesar do tratamento que lhes são dados pelos pais e familiares.

 

Então fiz uma busca de atividades que ao meu ver são importantes para eles e fui em busca de respostas e informações:

 

1)      Comer Sozinho: entre 6 meses e 1 ano

Por volta de 1 aninho a criança já consegue segurar o talher e levar a comida à boca, mas antes disso já pode ir tentando e treinando, a partir dos 6 meses. É claro que é mais demorado, trabalhoso e a sujeira será muuuito grande, mas é importante para a coordenação motora da criança e sua independência; mas confesso que a minha só começou a comer sozinha mesmo depois que entrou na escola, com 1 ano e 10 meses. Lá ela não tinha uma pessoa disponível apenas para ela e passou a se virar super bem; foi quando me dei conta de que ela estava crescendo e poderia fazer isto sozinha, com pequenas ajudas. Lembrando que se você optou por deixá-lo comer sozinho, não deve ficar reclamando da sujeira que ele faz. O momento da refeição deve ser o mais harmonioso e alegre possível, para que a criança quando crescer não o associe a um momento de estresse.

 

2)      O Desfralde: entre 2 e 3 anos

Este deve ser feito em duas etapas: O diurno e o noturno.

 

Começamos com a fralda do dia. É mais fácil para a criança controlar suas vontades e necessidades enquanto está acordada e por volta dos dois anos. Devemos deixá-la o dia todo sem a fralda e sempre oferecer idas ao banheiro, levando mesmo que diga que não quer. Pois é muito comum dizer não, para não interromper a brincadeira, o filminho… Com esta idade a criança já consegue entender e expressar as suas vontades de fazer alguma coisa e do que quer.

Mais uma Dica: se for passear, coloque a fralda até que ela já apresente um controle do seu corpo, pois é constrangedor para a própria criança ficar toda suja ou molhada em lugares públicos. Este eu segui direitinho!

 

Durante a noite o processo pode ser um pouco mais lento, por isso é indicado que seja iniciado quando a criança já apresenta algum controle do seu corpo… Entre 2 e 3 anos a criança já pode começar a dormir sem fralda, mas não se iluda se na primeira semana ela não fizer xixi na cama. Com certeza ela fará algumas vezes, isso é muito comum, por isso não se deve reclamar e ficar chamando atenção para o fato principalmente na frente de outras pessoas, para não deixar seu pequeno constrangido. É incondicional e fisiológico, a criança não tem culpa.

Algumas Dicas: evite dar líquidos até uma hora antes da hora de dormir e sempre leve-a ao banheiro antes de deitar. Só comece a tirar a fralda da noite quando já observar que ela está amanhecendo seca com frequência.

 

Só um lembrete: não há uma regra, cada criança tem o seu tempo!

Com a minha eu tirei a fralda aos 3 anos, não lembro com quantos meses mais, mas ela já conseguia ter um controle da situação e não molhou a cama tantas vezes quanto eu imaginava.

 

3)      Higiene:

- Banho: A partir dos 6 anos

Até os seis anos é aconselhável que a criança apenas se banhe sozinha – tendo sempre um adulto para ajudá-la a passar o sabonete e lavar os cabelos. A partir desta idade, a criança adquire a habilidade motora para se lavar corretamente sem a ajuda de um adulto. Lembrando que no caso das meninas o cuidado com a higiene íntima é maior e deve ter uma atenção redobrada. Também estou seguindo direitinho, ensino como deve ser feito, às vezes deixo minha pequena fazer um pouco, mas sempre com um adulto por perto fiscalizando e finalizando.

 

- Escovação dos dentes: a partir de 4 anos, com supervisão

A higiene bucal deve ser feita desde o nascimento da criança e intensificado com o nascimento dos primeiros dentinhos. A escova pode ser oferecida para a criança ir se familiarizando, perder o medo, mas o adulto é quem faz a escovação. A partir dos 4 anos a criança já tem condições de fazer sozinha, mas sempre com a fiscalização de um adulto e, vez por outra, o adulto deve escovar para verificar se está sendo feita corretamente.  Só a partir dos 6 anos é que a criança tem coordenação motora suficiente para ser responsável por esta missão, mas não significa que o adulto não deva fiscalizar vez por outra.

Aqui em casa eu geralmente deixo que ela escove durante o dia e, à noite, eu escovo.

 

- Higiene no banheiro (xixi e cocô): aos 5 anos

A criança já consegue se limpar corretamente, na maioria das vezes, a partir dos 5 anos. Mas, desde muito pequena, o adulto deve sempre orientá-la e mostrar como se faz, principalmente com as meninas.

Confesso que só deixo minha pequena se limpar sozinha quando é xixi. Nas outras vezes eu assumo, pois fico com receio de não ficar bem limpa e pegar alguma infecção.

Não esqueçam de ensinar que após o xixi e o cocô tem que lavar bem as mãos com água e sabonete.

 

4)      Trocar de roupas: 4 anos

Desde pequena ela já deve escolher a sua roupa, sempre sendo orientada sobre o tipo de roupa que pode usar na determinada ocasião. Para facilitar, você pode guardá-las em prateleiras diferentes e dizer: escolha uma roupa desta prateleira… Lembrem-na sempre de colocar a roupa suja no local correto e guardar os sapatos.

 

Este para mim é bem difícil, pois minha filha ainda apresenta muita dificuldade, não sei se não consegue realmente ou é manha. Tirar a roupa não é problema, mas para vestir… Ela sempre pede ajuda, insisto para ela fazer sozinha, mas no final termino ajudando.

 

Amarrar o cadarço do sapato,  entre os cinco e seis anos a criança já consegue fazer sozinha. (minha filha quase não usa tênis com cadarço, ela usa mais sandálias e tênis com velcro… )

 

Olha que Dicas legais que recebi! Ensine “truques” ao seu filho: a etiqueta fica sempre para trás, quase sempre a estampa da camiseta é para a frente, a costura central da calça fica embaixo do umbigo, o desenho ou fecho do sapato fica quase sempre para o lado de fora.

 

E você quais as suas maiores dúvidas e dificuldades?